Voltar ao topo

23 de julho de 2024

Zona Azul em Fortaleza aumenta para R$ 2,60 a partir desta quinta-feira (6)

O aumento é previsto em lei municipal desde 2018, e leva como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-e). Antes, o valor cobrado era R$ 2
Foto: Reprodução/ Prefeitura Municipal de Fortaleza

Compartilhar:

O novo valor da Zona Azul em Fortaleza passará para R$ 2,60 a partir desta quinta-feira, 6. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 5, pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). O aumento é previsto em lei municipal desde 2018, e leva como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-e). Antes, o valor cobrado era R$ 2.

Conforme a gestão municipal, esse estacionamento rotativo visa garantir a democratização do espaço público, melhorando assim a acessibilidade e a fluidez nas áreas próximas aos grandes centros comerciais. O tempo de permanência nas vagas é de uma ou duas horas, podendo ser prorrogado por igual período. Contudo, ainda existe a possibilidade de esse tempo ser de cinco horas, dependendo do especificado na sinalização horizontal, não havendo prorrogação neste caso. Há uma tolerância de 15 minutos em que é permitido estacionar gratuitamente.

A última vez que o valor da Zona Azul teve reajuste foi em 2018, quando o serviço foi modernizado com aplicativos que oferecem uma maior comodidade e segurança aos usuários. A Capital conta, hoje, com cerca de 6 mil vagas de zona azul distribuídas em 24 bairros.

FUNCIONAMENTO

Os créditos da Zona Azul podem ser adquiridos por meio do celular acessando um dos sete aplicativos disponibilizados tanto para sistemas operacionais Android como iOS, como Pag Azul, Estacionamento Digital, Zona Azul Fortaleza, Zona Fácil, Faz Digital Fortaleza, Mowiz Zona Azul Fortaleza e Zul Digital. O novo valor do Cartão Azul Digital (CAD) só começará a ser debitado a partir de uma nova recarga. Dessa forma, os condutores que ainda possuírem créditos pagarão a tarifa antiga até que se esgotem.

INVESTIMENTOS

Conforme a Prefeitura de Fortaleza, todo valor arrecado com o serviço de estacionamento rotativo é investido na expansão e manutenção da infraestrutura cicloviária. Atualmente, são 419,2 km de deslocamento seguro para os ciclistas na Cidade. Foram criados 71,2 km de espaço exclusivo para circulação de bicicleta nos últimos dois anos na Capital. A estimativa, segundo o prefeito José Sarto (PDT) é que o Município chegue a uma malha cicloviária total de 500 km.

Além disso, os ciclistas contam com o Bicicletar, o programa de bicicletas compartilhadas da Prefeitura de Fortaleza, criado em dezembro de 2014 que dispõe de 192 estações de bikes e 12 do Mini Bicicletar. Conforme a gestão municipal, foram mais de 5,9 milhões de viagens, o que resultou na diminuição de mais de 1.950 toneladas de gás carbônico na atmosfera desde o início deste programa.

[ Mais notícias ]