Voltar ao topo

24 de julho de 2024

Viaduto do Terminal Antônio Bezerra ganha barreiras de proteção em ação preventiva

A nova estrutura visa impedir possíveis quedas no local e prevenir que pessoas cometam suicídio. Conforme levantamento do MPCE, no local há uma maior incidência de mortes
Foto: Reprodução / Prefeitura de Fortaleza / Daniel Calvet

Compartilhar:

Barreiras físicas de prevenção de quedas foram instaladas no viaduto da rua Coronel Matos Dourado, localizado sobre a Avenida Mister Hull, no bairro Antônio Bezerra. A nova estrutura visa impedir possíveis quedas no local e prevenir que pessoas cometam suicídio. O projeto prevê ainda a pintura de toda a mureta do viaduto e a instalação de placas com mensagens de acolhimento e informações com o telefone do Centro de Valorização da Vida (CVV), que atende a todas as regiões do país pelo número 188.

Conforme nota enviada ao OPINIÃO CE pela Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), a ação é uma parceria da Prefeitura de Fortaleza com o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Programa Vidas Preservadas, e trata de uma ação experimental no viaduto. Conforme levantamento do programa do MPCE, no local há uma maior incidência de mortes.

As barreiras instaladas ao longo do viaduto são feitas com estruturas em aço e tela metálica, tanto nas alças de acesso, como também na saída do equipamento. Possui 433 metros de extensão e conta com investimento de R$ 595 mil, com previsão de conclusão até junho deste ano.

O secretário da Seinf, Samuel Dias, reforça a importância do projeto. “Prevenir e cuidar são duas ações importantes quando o assunto é saúde, e este projeto que a Prefeitura de Fortaleza está desenvolvendo tem exatamente esse viés: a preocupação com o bem-estar da nossa população, com um recurso que vai além da mobilidade urbana. A saúde mental é uma pauta mundial, principalmente após o recente período pandêmico em que passamos nos últimos dois anos, tornando-se um grave problema de saúde pública”.

Foto: Divulgação/Seinf

Samuel frisa ainda que o projeto de instalação da barreira surgiu ainda em 2021, após reuniões entre a Seinf, Corpo de Bombeiros Militar do Ceará e o MPCE, atendendo a uma recomendação do Programa Vidas Preservadas, que realiza diversas ações de enfrentamento ao suicídio.

APOIO

Além do Centro de Valorização da Vida (CVV), que atende 24h todos os dias por meio do número 188, as pessoas que buscam apoio emocional contam, em Fortaleza, com o Hospital de Saúde Mental de Messejana, localizado na Rua Vicente Nobre Macedo, s/n, no bairro Messejana. Informações do hospital podem ser obtidos pelo número (85) 3101.4348. Em caso de acidentes, os fortalezenses podem acionar o Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, por meio do Núcleo de Busca e Salvamento, localizado na Avenida Presidente Castelo Branco, nº 1000, bairro Moura Brasil ou por meio do telefone 193.

[ Mais notícias ]