Voltar ao topo

14 de julho de 2024

Três alunos são esfaqueados em ataque a colégio estadual em Goiás

Autor do ataque foi um adolescente de 13 anos, também estudante da instituição de ensino; as vítimas já foram socorridas
Foto: Reprodução

Compartilhar:

Na manhã desta terça-feira, 11, um aluno de 13 anos esfaqueou três colegas em uma colégio estadual de Santa Tereza de Goiás, na região norte do Estado. O adolescente foi contido por funcionários da instituição e apreendido pela Polícia Militar (PM). As vítimas não tiveram ferimentos graves, foram socorridas e já estão em estado regular.

Este é o segundo ataque a escolas em 24h. Nesta segunda-feira, 10, um adolescente feriu com facadas uma professora e dois alunos de uma escola particular em Manaus.

O ataque em Goiás ocorreu por volta das 8h, no Colégio Estadual Doutor Marco Aurélio. Os feridos foram levados ao Hospital Municipal Dr Tarciso Liberte. As informações são do G1.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de Goiás informou que as atividades estão suspensas do dia 11 ao dia 14 deste mês. “As forças policiais de Goiás estão com máxima atenção e trabalham nas redes atrás de pessoas que possam praticar ou fomentar esse tipo de atentado”, completou o órgão.

OPERAÇÃO ESCOLA SEGURA

No domingo, 9, o Ministério de Justiça e Segurança Pública (MJSP) anunciou a Operação Escola Segura, no qual foi solicitada a exclusão de mais de 400 contas do Twitter que veiculavam hashtags relacionadas a ataques contra escola. Dados acerca de ameaças a escolas nas principais regiões brasileiras estão sendo analisados pela equipe do Laboratório de Operações Cibernéticas (Ciberlab), do MJSP, junto às delegacias locais, com objetivo de identificar os indivíduos que veiculam este conteúdo.

Até o momento, o trabalho realizado pela Diretoria de Operações Integradas e de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) apreendeu pelo menos sete armas e prendeu um suspeito. Na Operação, trabalham de forma integrada 51 chefes de delegacias e investigação e 89 chefes de agências de inteligência de Segurança Pública (Polícias Civis e Polícia Militar). A operação vai vigorar por tempo indeterminado, de forma contínua e durante vinte e quatro horas por dia.

CEARÁ

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará identificou, entre os dias 3 e 10 de abril, cerca de 10 perfis em redes sociais após supostas ameças de ataques a escolas do Ceará. O órgão monitora as mídias digitais para prevenir que atos do tipo ocorram no Estado. Dentre os responsáveis pelas publicações, um adolescente de 17 anos foi identificado e encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA). Ele foi autuado por Ato Infracional análogo ao crime de ameaça.

Conforme a SSPDS, estão sendo colocadas viaturas da Polícia Militar em postos-bases localizados em frente a colégios públicos e privados do Ceará. A pasta também disse que está mantendo contato com os diretores e responsáveis pelas instituições educacionais da região. A população pode auxiliar nas investigações dos agentes pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social, bem como pelo WhatsApp do órgão, (85) 3101-0181, com o sigilo e anonimato garantidos.

[ Mais notícias ]