Voltar ao topo

14 de julho de 2024

Ceará registrou R$ 800 milhões em investimentos durante os primeiros seis meses de governo Elmano

Como deliberação, Elmano informou que nos 13 e 14 de julho, ocorrerá um novo encontro, mais aprofundado e duradouro, para o desenho de novas metas e objetivos
Foto: Reprodução/Governo do Ceará/Carlos Gibaja/Tatiana Fortes/Thiago Gaspar

Compartilhar:

O governador Elmano de Freitas (PT) realizou, nesta sexta-feira, 30, balanço dos primeiros seis meses de gestão ao lado dos secretários e secretárias estaduais, além dos chefes de órgãos vinculados. O encontro ocorreu no Palácio da Abolição, em Fortaleza. A reunião também teve como propósito alinhar as ações das diferentes secretarias, com metas que devem ser cumpridas até o final deste ano. Como deliberação, Elmano informou que nos dias 13 e 14 de julho, ocorrerá um novo encontro, mais aprofundado e duradouro, para o desenho de novas metas e objetivos.

Durante o encontro, o secretário da Fazenda, Fabrízio Gomes, destacou que o Ceará somou cerca de R$ 800 milhões em investimentos. Com isso, percentual subiu de 21,3% para 30,7% do orçamento previsto a ser executado em 2023 com investimentos. Segundo o titular, também houve crescimento de receitas e prejuízo com ICMS cobrado sobre combustíveis e energia elétrica.

Durante coletiva antes da reunião, o governador Elmano de Freitas abordou a execução dos projetos que foram prometidos durante a campanha eleitoral. “A nossa missão é entregar aquilo que nós nos comprometemos, é entregar um Ceará que supere a fome, é entregar um Ceará que tira o povo da fila cirurgia, é ajudar o presidente Lula, que a economia retome com força e tenha emprego e renda para o nosso povo, é poder garantir que o Ceará se desenvolva de maneira diferenciada com o hidrogênio verde, com energia renovável.”

Elmano destacou ainda que o Governo do Ceará conseguiu garantir o equilíbrio fiscal e, com isso, ações prioritárias nos primeiros seis meses de gestão. “Tomamos as medidas necessárias para garantir que o Estado mantenha seu equilíbrio fiscal, mantenha um padrão de investimento, o que nos permitiu esse ano, por exemplo, já passar para 70% das escolas do estado do Ceará em tempo integral, de pagar os precatórios do FUNDEF dos professores, tão preparando a segunda parcela, de garantir o reajuste dos professores no valor do piso, é um dos poucos estados do Brasil que implantou e tá implantando 14.95% para os professores da rede pública estadual. Nos permitiu fazer reajuste pros agentes comunitários de saúde, sem colocar em risco o equilíbrio fiscal do estado do Ceará”.

ESTRADAS

O governador destacou ainda as melhorias em várias estradas do Estado, o lançamento do programa Ceará sem Fome, que já começou a distribuir os cartões para as famílias beneficiadas poderem comprar alimentação, o mutirão de cirurgias, onde, conforme Elmano, já foram realizadas mais de 20 mil neste primeiro semestre.

“Continuamos com o Estado equilibrado e sabemos que temos um ano ainda que exige da nossa parte muito controle fiscal, para não perdermos o controle das nossas contas. Ano que vem, a economia vai demonstrar sinais de melhora. A avaliação econômica do país é de que ele crescerá de 2% a 3% neste ano, muito acima do que era esperado, e nós imaginamos que ano que vem temos a economia recuperada em crescimento, o que nos permite também vislumbrar uma arrecadação mais pujante, inclusive imaginando um Estado com maior capacidade de investimento”, frisou o chefe do Executivo estadual.

Elmano destacou a importância do encontro para que cada secretário saiba onde sua área pode crescer. “Considero muito importante que tenhamos uma visão geral do Governo. E que, a partir disso, possamos perceber algumas ações que podemos articular entre nós como um grupo. Nós, como coletivo, como grupo, não seremos julgados por um fato isolado, mas sim pelo conjunto de entregas que faremos ou não”, disse.

BALANÇO

Durante o encontro, o secretário da Fazenda, Fabrízio Gomes, apresentou uma análise da situação econômica do Estado e destacou que, apesar das dificuldades, o cenário é positivo, com um fluxo financeiro equilibrado e um investimento maior em áreas como habitação em comparação com períodos anteriores. Elmano complementou a fala do secretário ao mencionar o saldo positivo de geração de empregos no Estado, colocando o Ceará como o segundo estado do Nordeste nesse aspecto, com um saldo de 14.127 novos postos de trabalho.

Outros destaques mencionados durante a reunião incluíram o andamento do mutirão de cirurgias eletivas na área da saúde. Conforme a secretária de Saúde, Tania Mara Coelho, já foram realizadas mais de 20 mil procedimentos, “reduzindo a fila de espera de 68 mil para 50 mil pessoas”, além do cumprimento da primeira etapa da incorporação de 6.000 aprovados em concurso realizado em 2021 como servidores estatutários, com 413 servidores tomando posse. “Ao todo, 2 mil profissionais serão chamados até o fim de 2023, além dos 600 em maio, 600 em setembro e 800 em dezembro. Mais de 3 mil serão convocados até 2026; sendo 1 mil em 2024, mil em 2025 e 1.311 em 2026”.

Na área da educação, a secretária Eliana Estrela destacou os resultados positivos, como o aumento da rede de escolas em tempo integral para 71, com 80 novas escolas, e a recuperação dos índices pré-pandemia no ensino fundamental. “A nossa meta é que em 2026 esse número salte para 100%.”.

O governador também ressaltou programas importantes no combate à fome, como o Ceará sem Fome, que beneficia mais de 200 mil famílias com um cartão de alimentação no valor de R$ 300 mensais, e o Mais Nutrição, que distribuiu mais de 3 milhões de quilos de alimentos. “Ver que nosso povo já está comprando comida com o cartão Ceará sem Fome me deixa bastante feliz. Algumas pessoas chegam para nós e pensam que o benefício é válido somente por um mês; quando descobrem que é algo recorrente, o agradecimento aumenta. Sabemos do impacto desse valor para essas famílias”, pontuou Elmano.

[ Mais notícias ]