Voltar ao topo

21 de julho de 2024

Secretária de Limoeiro do Norte é vítima de fake news nas redes sociais; deputados se solidarizam

Pelas redes sociais, a pré-candidata afirmou que o caso não ficará impune. 
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Compartilhar:

A secretária municipal de Limoeiro do Norte, na região Jaguaribana, e advogada, Juliana Lucena, foi vítima de fake news e teve seu nome atrelado a imagens pornográficas, na última semana. A pré-candidata à Assembleia Legislativa do Estado usou as redes sociais para denunciar a violência sofrida. Lucena, que é filha do prefeito de Limoeiro do Norte, José Maria Lucena, frisou que não procede a informação de que as imagens que circulam teriam vindo de seu celular. Conforme a assessoria da titular, no material aparecem pessoas com características físicas completamente diferentes. A pré-candidata afirmou que o caso não ficará impune. 

“Criar fake news e repassar, compartilhar esse tipo de notícias falsas, é crime. Eu não vou me calar e não vou fazer isso só por mim, vou fazer por centenas de mulheres que têm suas vidas expostas ou sofrem com notícias falsas”, afirmou em vídeo.

Legislação

O Senado Federal aprovou, em março deste ano, um projeto de lei de autoria da senadora Leila Barros (Cidadania) que aumenta em um terço as penas de crimes contra a honra cometidos contra mulheres. A matéria aguarda votação na Câmara dos Deputados. Após o ocorrido, Juliana Lucena protocolou uma notícia crime para apurar quem são os responsáveis e garantir que o fato não fique impune. Durante sessão plenária nesta quinta-feira (24), deputados estaduais prestaram solidariedade à secretária.

“Fica aqui a nossa solidariedade à família da doutora Juliana Lucena e nosso repúdio às ações que foram feitas contra a sua honra e integridade física, psicológica e familiar. Não poderíamos deixar passar em branco uma pessoa que inicia sua vida pública ser alvo de uma ação como essa promovida por quem acha que causaria intimidação”, destacou o deputado Audic Mota (PSB).

A deputada Erika Amorim (PSD), por sua vez, ressaltou a necessidade de conscientização da população quanto à conscientização e combate às fake news, celebrado estadualmente hoje (24). “A gente deseja que a sociedade, além de combater o machismo e a violência política, também combata às notícias falsas que traz prejuízo a toda a sociedade”, frisou. A deputada Augusta Brito (PCdoB), por sua vez, colocou a assessoria jurídica da Casa à disposição da vítima. “Já entramos em contato e colocamos a Procuradoria Especial da Mulher à disposição para que, se ela precisar de apoio jurídico e pscicológico, estejamos totalmente disponíveis”.

[ Mais notícias ]