Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Quixadá recebe 3ª edição de evento voltado à cultura dos povos indígenas

A ação busca fortalecer e ampliar a valorização das culturas indígenas do Ceará, além de consolidar a institucionalidade e parceria com as instituições de ensino e sociedade civil organizada

Compartilhar:

Fomentar as culturas indígenas pelos municípios do Sertão Central. Esse é o objetivo do III Abril Indígena: Cultura e Tecnologias Ancestrais, nos dias 26 a 28 de abril de 2023. Com atividades na Casa de Saberes Cego Aderaldo, equipamento da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult Ceará), gerido em parceria com o Instituto Dragão do Mar (IDM), o evento é uma parceria da Casa de Saberes com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e a Universidade Federal do Ceará (UFC). A ação busca fortalecer e ampliar a valorização das culturas indígenas do Ceará, além de consolidar a institucionalidade e parceria com as instituições de ensino e sociedade civil organizada.

Serão ofertadas formações, palestras e mesas redondas, além de atrações musicais e oficinas artísticas, em uma programação diversa pautada pelas temáticas das artes, da arquitetura e do design ancestral, com professores do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (Neabi) e do Laboratório de Cultura Ancestral, do IFCE, e do DigiCult (Estudos e Pesquisas em Direito Digital e Direitos Culturais), da UFC.

A ação é realização da Rede de Cultura Afro-brasileira e Indígena do Sertão Central, por meio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) – Campus Quixadá; da Universidade Federal do Ceará (UFC) – Campus Quixadá; do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI-IFCE) – Campus Quixadá; da Casa de Antônio Conselheiro e Casa de Saberes Cego Aderaldo, equipamentos da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult Ceará), geridos em parceria com Instituto Dragão do Mar (IDM). Com o apoio do Serviço Social do Comércio (Sesc).

Programação

Na abertura do evento, será realizada a oficina “Os Grafismos e Pinturas Indígenas”, com a artista Merremii Karão Jaguaribara, que nos apresenta a importância do modo de ser e estar dos povos originários e a diversidade cultural do Ceará. Na ocasião, será discutida a representatividade indígena, abordando estratégias para possibilitar uma sociedade comunitária e contribuindo para a inclusão social, retirando os preconceitos existentes referente às expressões artísticas e culturais dos povos originários.

No campo das artes, o evento apresentará uma oficina de fotografia sobre Povos Indígenas do Sertão Central, durante a vivência arqueológica sobre pedra lascada, e atrações musicais com artistas cearenses que dialogam com a Cultura Indígena. As atividades buscam despertar o interesse de toda a comunidade e contam com a participação de estudantes universitários, pesquisadores e professores.

O encerramento será com o grupo de coco da Dona Geralda, que surge como homenagem a uma mestra brincante das manifestações populares do povoado do Saco Verde, no município de Tururu. Dentro dessa riqueza herdada por Dona Geralda, o grupo vem trazendo toda a encantaria das matas no coco de toré e nos versos do vento, que percorrem toda a identidade do povo cearense. O grupo surge nesse movimento para usar a brincadeira como uma forma de ferramenta social, para lutar e fortalecer suas causas dentro do processo educacional, através da arte educação. O repertório apresentado pelo grupo aborda vivências e autoconhecimento do coco do litoral e do sertão, trazendo assim uma diversidade de sotaques de vários povos e comunidades que cultivam essa brincadeira.

Serviço

III Abril Indígenas – Cultura e Tecnologias Ancestrais
link para inscrição

26 de abril
Oficina de pinturas corporais, com Merremii Karão
Horário: 14h às 17h
Local: Casa de Saberes Cego Aderaldo
Roda de Conversa: Arte e educação indígenas, com Joyce Custódio e Aterlane Martins Horário: 18h30 às 20h30
Local: IFCE campus de Quixadá

27 de abril
Oficina de pinturas corporais, com Merremii Karão
Vivência: Produção de artefatos e pedra lascada e polida, com Tertuliano Melo Neto Horário: 14h às 17h
Local: Casa de Saberes Cego Aderaldo
Roda de conversa: Vestígios arqueológicos e genealogias dos povos originários no Sertão Central, com Tertuliano Melo Neto, Roberto Bonfim e Carlos César
Horário: 18h30 às 20h30
Local: Casa de Saberes Cego Aderaldo

28 de abril
Roda de conversa: Design e arquitetura decolonial, com Cláudia Marinho e Levi Teixeira Horário: 13h30 às 15h30
Local: UFC campus de Quixadá
Roda de conversa: Design e arquitetura decolonial, com Claúdia Marinho e Levi Teixeira Meditação ancestral: a trilha dos encantados, com Levi Teixeira e Ronald Teixeira Horário: 19h às 20h
Local: Casa de Saberes Cego Aderaldo
Apresentação Musical – Coco da Dona Geralda
Horário: a partir das 20h
Local: Casa de Saberes Cego Aderaldo

[ Mais notícias ]