Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Proteção Social terá aplicativo para recebimento de demandas, diz Socorro França

Conforme Socorro França, o novo aplicativo ajudará no recebimento de denúncias para que as respostas sejam mais eficientes e correspondam as expectativas da população
Foto: Divulgação/Governo do Ceará

Compartilhar:

Em entrevista nesta segunda-feira, 17, na rádio FM Assembleia, a titular da Secretaria de Direitos Humanos do Ceará, Socorro França, afirmou que o governador Elmano de Freitas (PT) acertou em dedicar uma secretaria para área e comentou ainda sobre a parceria entre a Secretaria de Direitos Humanos e o Ministério dos Direitos Humanos, cujo convênio entre as pastas para repasse de informações de demandas e ocorrências deve ganhar um reforço em breve.

“Em alguns dias, teremos um aplicativo para que as pessoas enviem demandas para a secretaria. O serviço público precisa ter eficiência, e é disso que corremos atrás: receber a denúncia e dar a resposta que a população deseja”, disse.

Durante a entrevista, a titular da pasta de Direitos Humanos ressaltou o compromisso na busca pela dignidade humana, sobretudo por meio da igualdade e com devida atenção aos desafios sociais acentuados pelos anos da pandemia e que até hoje são sentidos não só no Estado, como em todo país, como no caso das crianças que ficaram órfãs e nas pessoas que desenvolveram problemas psicológicos.Não é que o Brasil voltou a ser assistencialista. É uma questão circunstancial que nós estamos vivendo depois de uma pandemia, que realmente transformou a vida do brasileiro”, observou.

Para Socorro França, se o Executivo estadual não tivesse fortalecido e instituído alguns projetos de apoio à população mais vulnerável, o cenário atual poderia ser “terrível”. “É preciso dar condições mínimas possíveis para essas pessoas sobreviverem, através da alimentação. Essa corrente que se formou no Ceará é importante”, enfatizou.

Ainda durante sua participação no programa Conexão Assembleia, conduzido pela jornalista Kézya Diniz, a secretária frisou sua contribuição para o fortalecimento dos direitos do consumidor, a instituição do projeto Caminhão do Cidadão (unidade móvel que oferece serviço de emissão de documentos para a população), a criação das casas de mediação comunitária, os trabalhos quando assumiu a Secretaria de Justiça do Estado e a política de combate às drogas.

[ Mais notícias ]