Voltar ao topo

13 de julho de 2024

Presidente da APS é convocado novamente para depor à CPI das associações militares

O pedido foi aprovado pelo colegiado nesta terça-feira, 31.
Foto: José Leomar/AL-CE

Compartilhar:

O deputado Marcos Sobreira (PDT) apresentou requerimento, na manhã desta terça-feira, 31, para que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Associações Militares convoque novamente o presidente da Associação dos Profissionais de Segurança (APS), Cleyber Araújo, para prestar depoimento como testemunha. O pedido foi aprovado pelo colegiado nesta data.

“Indo para a fase final, verificando alguns documentos na análise que fizemos na CPI, algumas dúvidas precisam ser sanadas, tanto (de forma) documental quanto fática para que tudo seja esclarecido à sociedade cearense”, disse o parlamentar, que acrescentou que não será feito “juízo de valor” na oitiva.

Na última semana, em entrevista ao OPINIÃO CE, Sobreira comentou sobre a possibilidade de realização de acareações pelo colegiado e a necessidade de novas oitivas. “Estamos avaliando a possibilidade de acareações porque alguns documentos com alguns depoimentos estão contraditórios. Muita coisa foi apurada, algumas informações estão se chocando, então precisamos confrontar alguns dados que estão, neste momento, instáveis”, afirmou.

“Algumas (incongruências) já foram expostas publicamente, como o caso de contratos advocatícios de R$ 400 mil sem o advogado participar do processo, alguns saques na boca do caixa em valores voluptuosos e sem a devida prestação financeira à entidade, mas alguns fatos sigilosos que estamos apurando, até para resguardar os investigados, a gente prefere não divulgar no momento”, completou.

Todos esses tópicos mencionados pelo deputado são ligados à APS, que foi foco de diversas reuniões da CPI e já teve em seu quadro administrativo pessoas de vida pública, como o vereador Sargento Reginauro (UB).

[ Mais notícias ]