Voltar ao topo

14 de julho de 2024

Preocupação com chuvas faz comitê se reunir novamente em Fortaleza

Compartilhar:

Recente encontro do Comitê da Quadra Chuvosa de Fortaleza ocorreu nesta segunda, com Élcio Batista na condução

Redação OPINIÃO CE
redacao@opiniaoce.com.br

Uma das preocupação é a segurança da população (Foto: Natinho Rodrigues)

Prefeito interino até a próxima sexta-feira, 3, Élcio Batista, se reuniu nesta segunda-feira, 30, com o Comitê Municipal da Quadra Chuvosa para traçar ações e estratégias preventivas em relação à quadra chuvosa de Fortaleza.

O gestor também acompanhou os trabalhos do Plano de Contingência para Alagamentos Viários (PCAV), realizados pela central de videomonitoramento da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

O titular da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec), coronel Eduardo Holanda, declarou que o grupo obteve resultados positivos até o momento, “ao enfrentar uma quadra chuvosa atípica e intensa.”

Neste ano, a capital cearense registrou 40 dias consecutivos de chuva intensa e o maior índice pluviométrico no mês de março, desde o ano de 1973. A preocupação com a situação de Fortaleza se intensificou após as intensas precipitações que aconteceram em Recife.

Contudo, de acordo com a meteorologista da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Meiry Sakamoto, as próximas chuvas em Fortaleza não deverão ser intensas como as que ocorreram na capital pernambucana.

“Esse ano choveu acima da média aqui em Fortaleza, e a Cidade deve continuar a receber chuvas durante toda esta semana, principalmente na madrugada, mas sem a intensidade que ocorreu no Recife. As chuvas em Fortaleza são ocasionadas por áreas de instabilidade que se formaram no oceano próximo. Enquanto aqui no Ceará a quadra chuvosa está no fim, em Pernambuco e outros estados ao leste, ela está apenas começando, sendo comum nesses estados os Distúrbios Ondulatórios de Leste (DOLs), que causam precipitações intensas”, explicou.

“Ao saber da tragédia, o prefeito José Sarto entrou em contato com João Campos, prefeito de Recife. Nossa cidade se disponibilizou a ajudar, por meio do pessoal da Defesa Civil, com o envio de suprimentos e equipamentos para os desabrigados. Esse é um momento de solidariedade. Muitas cidades do Brasil apresentam problemas de infraestrutura ocasionados pela cruel desigualdade, então ajudar outros municípios é fundamental”, disse Élcio Batista.

Diante dos últimos dias de chuva intensa no estado do Pernambuco, a Prefeitura de Fortaleza enviou no último fim de semana um total de 475 colchonetes e 1.050 mantas às famílias vítimas do episódio climático. A missão foi realizada em parceria com as empresas aéreas Azul e Latam.

[ Mais notícias ]