Voltar ao topo

25 de julho de 2024

“Prefeitura vai assumir o protagonismo da Segurança Pública”, diz Sarto, em crítica a Elmano

Mais cedo nesta terça-feira (28), o prefeito de Fortaleza já havia questionado se o Ceará viraria o “novo Rio de Janeiro” com o anúncio do ex-secretário de segurança do estado do sudeste como titular da pasta para o Ceará
Foto: Natinho Rodrigues/ Opinião CE

Compartilhar:

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), voltou a criticar o trabalho do governador Elmano de Freitas (PT) na área de Segurança Pública e Defesa Social. O chefe do Executivo municipal afirmou que a Prefeitura de Fortaleza vai “assumir cada vez mais o protagonismo da segurança pública”. Ainda, conforme o gestor, “não dá para esperar o Governo do Estado”.

Nesta segunda (28), Elmano anunciou a substituição do delegado Samuel Elânio pelo também delegado da Polícia Federal, Roberto Sá, que já foi secretário de Segurança do Rio de Janeiro e do Espírito Santo. Logo após o comunicado da mudança, Sarto questionou se o Estado viraria um “novo Rio de Janeiro”. “A essa altura, trazer um secretário de segurança que foi do Rio de Janeiro quando teve a intervenção federal. Será que é esse o modelo que precisamos para Fortaleza e para o Ceará?”, disse.

“A PREFEITURA VAI FAZER O MÁXIMO”

Ainda de acordo com Sarto, em vídeo divulgado em suas redes nesta terça-feira (28), “se o Estado não faz o mínimo, a Prefeitura vai fazer o máximo”. Entre as políticas voltadas para a pasta da segurança, o pedetista divulgou ações como o anúncio de mil novos guardas municipais, a aquisição de 90 novas viaturas para a Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), a nova central de videomonitoramento instalada pela Prefeitura e a nova sede do Grupamento de Operações Especiais (GOE).

“Não estou aqui para apontar o dedo, estou aqui para fazer um alerta e chamar a atenção, porque tem limites para o que a Prefeitura pode fazer. Não é papel da Guarda Municipal combater as facções, é papel do Estado. Se o Estado deixa acontecer os crimes maiores, os crimes menores vão se multiplicar”, completou.

ENTENDA

Nesta segunda-feira (27), em um dia cheio de trocas no Governo Elmano, o então secretário da SSPDS, Samuel Elânio, deixou a pasta para a chegada do novo titular, Roberto Sá. A saída de Elânio já era cobrada pela oposição do governador, devido à crise que a gestão estadual enfrenta na segurança. O chefe da pasta estava no comando da SSPDS desde abril de 2021, tendo passado pelo segundo mandato de Camilo Santana (PT) e pelo de Izolda Cela (PSB, à época no PDT e depois sem partido) à frente do Palácio da Abolição. Entramos em contato com assessoria do Governo do Ceará para saber se haverá algum posicionamento oficial sobre o assunto e ainda não tivemos resposta.

[ Mais notícias ]