Voltar ao topo

16 de julho de 2024

Prefeito de Aracoiaba cria crise ao impor permanência na presidência do Consórcio de Saúde

Compartilhar:

O prefeito de Aracoiaba, Thiago Campelo, presidente do Consórcio de Saúde dos Municípios do Maciço de Baturité, em manobra política, tenta a reeleição que não estava programada e nem acertada politicamente. Foi ao Palácio da Abolição e pediu para ser reeleito e cumprir metade do mandato. O governo tem a maioria dos votos. Elmano de Freitas pediu ao secretário de Assuntos Municipais, Artur Bruno, que aceite a proposta e tire um ano de mandato do prefeito de Baturité, Herberlh Mota, que aceitou o acordo sinalizando pacificar o problema.

Tudo ficou acertado entre Thiago Campelo, Herberlh Mota e o Abolição. Na reunião, para votar a chapa que comandaria o Consórcio nos próximos dois anos, onde o prefeito de Aracoiaba seria o presidente e o gestor de Baturité, o vice, o prefeito de Aracoiaba não cumpriu o acordo, abandonou a votação. O Consórcio de Saúde segue sob sua presidência.

Os Consórcios de Saúde foram criados para descentralizar os serviços à população nos postos de saúde e hospitais. Movimentam muito dinheiro e cargos. O que seria algo bom para o cidadão, se tornou fonte de poder e divergência política. O caso do prefeito de Aracoiaba que não quer largar a presidência do Consórcio de Saúde do Maciço de Baturité deixa evidente seu apego aos cargos e ao interesse junto a fornecedores.

O governador Elmano de Freitas, que confiou na palavra de Campelo e avalizou o acordo proposto pelo próprio prefeito, deve ter tido grande decepção. Na política, a palavra vale mais que assinatura no papel. Os acordos sempre foram a solução.

[ Mais notícias ]