Voltar ao topo

24 de julho de 2024

Pré-candidatos Izolda e Roberto Cláudio abriram semana em ritmo de campanha e Wagner vai a Mombaça

Confira a coluna de Roberto Moreira desta terça-feira, 21.

Compartilhar:

A governadora Izolda Cela foi a Maracanaú inaugurar uma Casa do Cidadão, recebeu Lúcio Gomes, secretário de Infraestrutura e a prefeita de Nova Russas, Giordana Mano. Izolda, pré-candidata do PDT de forma legítima, quer a reeleição. O ex-governador Camilo Santana acredita que Izolda pode unir todas as forças. “Temos um projeto, estamos juntos e a candidatura precisa ser definida com responsabilidade”, afirmou Camilo, em Tauá, onde recebeu título de cidadania. O ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, segue roteiro no sertão, onde está se reunindo com prefeitos, deputados estaduais e vereadores.

As declarações dele, também, pregam a união de todos os pré-candidatos. “Querem nos dividir, mas não vão conseguir”, afirmou, após conversar com o prefeito de Itaiçaba, Frank Gomes. Roberto está iniciando reuniões individuais com os líderes políticos locais.

O presidente estadual do PDT, André Figueiredo, passou a segunda-feira articulando uma série de conversas para desenhar a reta final da pré-campanha e afinar os ajustes na definição da chapa completa que disputará os cargos majoritários e proporcionais, além das alianças com partidos da base. “Vamos iniciar o desaquecimento e sentar para focar no projeto número um que é derrotar o Bolsonaro, a prioridade maior, e colocar o Ciro no segundo turno da eleição presidencial”.

Fim de linha

O ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, pisou na bola. Pediu a pensão de ex-governador, que é de R$ 36 mil, aos 37 anos de idade. Os opositores descobriram e estão usando para tirá-lo da disputa. Segundo Eduardo Leite, a pensão é “por apenas quatro anos”,

Capitão Wagner diz conversar com o PP, PSD, PL e MDB, que poderá lançar Orlando Cavalcante ao Senado

Pré-candidato ao governo, o deputado Capitão Wagner trabalha para garantir alianças e grande tempo de rádio e TV. Já tem garantido o apoio do PTB, Avante e Podemos. “Estou conversando com dirigentes dos grandes partidos e as conversas estão avançadas”, disse. No próximo sábado, 25, Wagner estará no encontro do União Brasil, em Mombaça, onde receberá o apoio de uma grande liderança do Sertão Central: Orlando Cavalcante, histórico do MDB, que pretende ser senador na chapa de Wagner.

[ Mais notícias ]