Voltar ao topo

18 de julho de 2024

Pode chegar que tem cinema na praça

Compartilhar:

Objetivo da mostra é aproximar moradores do Interior das produções cinematográficas brasileiras. Acesso será gratuito e livre para todas as idades

David Mota
Especial para OPINIÃO CE
david.mota@opiniaoce.com.br

Mostra começa no próximo sábado, dia 26 (Foto: Luiz Alves/Divulgação)

O projeto Circuito Popular de Cinema – Edição Nordeste Ceará, da Associação Amigos do Cinema e da Cultura (AACIC), transformará praças de oito cidades do Interior do Ceará em grandes salas de cinema ao ar livre, entre os próximos dias 26 e 21 de abril. O acesso será gratuito e livre para todas as idades.

O evento acontecerá em Campos Sales (26 e 27), Jaguaruana (30 e 31), Icapuí (2 e 3), Ipaumirim (6 e 7), Apuiarés (9 e 10), Salitre (13 e 14), Santana do Cariri (16 e 17) e Maracanaú (20 e 21). Em todas as cidades, a sessão terá início às 19 horas e contará com a exibição de seis filmes brasileiros, incluindo três obras cearenses.

“Fluxos” e “Maria da Glória” são curtas-metragens do cineasta Diego Akel e “Pacarrete” é o longa-metragem de Allan Deberton. A obra de Allan é bastante premiada, tendo vencido a categoria de Melhor Filme, no 47º Festival de Cinema de Gramado e no 12th LABRIFF – Los Angeles Brazilian Film Festival, em 2019.

A lista se completa com mais dois curtas-metragens e um longa-metragem, de origem do Sudeste e Centro-Oeste do País. Os curtas “Meu nome é Maalum” e “Tainá e a Chuva”, da cineasta Luísa Copetti, do Rio de Janeiro, e o longa “O outro lado do paraíso”, do cineasta André Ristum, do Distrito Federal, são os outros filmes que integram o circuito.

O longa-metragem “O outro lado do paraíso” foi premiado em circuitos de festivais nacionais e internacionais no ano de 2014, entre eles o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Festival do Cinema de Gramado, Festival Latino-Americano de Trieste (Itália) e Festival Latino-Americano da Catalunha (Barcelona, Espanha).

O objetivo da mostra é aproximar os moradores das cidades do interior das produções cinematográficas brasileiras que são bastante amplas, diversificadas e ricas, com sessões que trarão excelente experiência para crianças, jovens, adultos e idosos.

O projeto é realizado com recursos de emenda parlamentar de execução obrigatória destacada à Secretaria Especial da Cultura, do Ministério do Turismo (Mtur), e conta com o apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE) e das prefeituras municipais de cada uma das oito cidades do Interior do Estado.

[ Mais notícias ]