Voltar ao topo

23 de julho de 2024

PL quer tornar Festa de Nossa Senhora do Carmo, em Jucás, Patrimônio Imaterial do Ceará

O projeto iniciou tramitação nesta quarta-feira, 25, na AL-CE.
Foto: Reprodução/Prefeitura de Jucás

Compartilhar:

Começou a tramitar, nesta quarta-feira, 25, um projeto de lei que declara como Patrimônio Cultural Imaterial do Ceará a Festa de Nossa Senhora do Carmo, realizada no município de Jucás. A proposta é do deputado Guilherme Landim (PDT) e iniciou tramitação na Assembleia Legislativa do Ceará após leitura em Plenário. No texto da matéria, o pedetista aponta que a festa representa o maior polo de turismo religioso da Região Centro-Sul, proporcionando “praticamente o dobro” do fluxo de pessoas durante o período de festividades.

Já justifica, o parlamentar destaca, ainda, que o evento, realizado anualmente no mês de julho, “é uma festa de grande tradição, sendo acompanhada por uma multidão de fiéis, que movimenta toda a população do município de Jucás, além de devotos vindos de diversos municípios do interior do Ceará e de Estados vizinhos”.

“É uma das festas religiosas mais antigas do País, havendo registros de sua celebração desde 1755, quando da criação da então freguesia de Nossa Senhora do Carmo e início da construção da Igreja Matriz, sendo considerada atualmente como um dos maiores eventos de celebração da Fé Cristã do interior cearense“, aponta o texto.

Após a leitura, o projeto segue para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, da Procuradoria da Casa, e Comissões Técnicas de mérito. Se aprovado, será encaminhada para a votação do Plenário.

[ Mais notícias ]