Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Caucaia sanciona piso nacional da enfermagem e plano de cargos e carreiras

Com a mudança, o município iguala o piso salarial nacional da enfermagem; já o dos guardas municipais não sofria mudanças a uma década
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Caucaia

Compartilhar:

Após estudos e diálogo com representantes da categoria, o piso nacional da enfermagem, que beneficia também os auxiliares e técnicos em enfermagem, foi sancionado em Caucaia, na Grande Fortaleza. A aprovação do Projeto de Lei enviado pela gestão municipal foi aprovado na manhã desta quinta-feira, 15, na Câmara de Vereadores do município. Após a sessão, houve grande comemoração por parte dos profissionais, que se sentiram contemplados com a iniciativa da Prefeitura. “A gente sai muito feliz, porque não é uma luta de agora, já tem mais de trinta anos, pautas nossas foram atendidas e a gente tem que enaltecer porque o que a gente tá conseguindo é nessa gestão”, a enfermeira Michele Monte.

O Projeto de Lei cria quatro classes e cinco referências salariais para as três categorias: Auxiliares e Técnicos em Enfermagem, além dos Enfermeiros. Todos passam a ter o piso nacional respeitados (R$ 2.375,00, R$ 3.325,00 e R$ 4.750,00, respectivamente), podendo chegar a R$ 10.007,53 no último nível de progressão para os enfermeiros, sem contar as gratificações de titulação e demais vantagens pecuniárias, a partir de janeiro de 2024.

“Estivemos reunidos com o procurador geral do município, Dr. Gutemberg Holanda, e hoje [15] a gente veio pra Câmara acompanhar a votação. Tudo o que acordamos foi cumprido. A Prefeitura de Caucaia, por ser o primeiro município da região metropolitana, e um grande município, que atendeu o plano de cargos e carreira e aplicou o piso da enfermagem. Eu saio feliz, é gratidão por ter conseguido. Agradecer a toda a gestão, ao prefeito”, disse a enfermeira Pâmela Duarte.

GUARDA MUNICIPAL

Também foi aprovado projeto de lei que promove a mudança no percentual de reajuste anual para os guardas municipais. A medida foi concedido à categoria como progressão na carreira, que antes era de 2%, e passará a 4%No último dia 7, o prefeito Vitor Valim (sem partido), em reunião com uma comissão de Guardas Municipais, acolheu demandas históricas da categoria. A primeira delas foi a equiparação da tabela vencimental dos profissionais à base salarial relativa aos servidores de nível médio.

[ Mais notícias ]