Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Paraná Pesquisas: Sarto tem a 2ª pior avaliação entre os prefeitos das 10 maiores capitais

A pesquisa ouviu 742 pessoas, entre 20 e 23 de abril. A margem de erro é de 3,7 pontos percentuais para mais ou para menos.
Foto: Beatriz Boblitz

Compartilhar:

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), que já adiantou querer ser candidato à reeleição em 2024, é reprovado por 50,9% e aprovado por 43,5% da população da capital cearense. O chefe do Executivo municipal tem a segunda pior avaliação entre os 10 prefeitos das maiores capitais brasileiras, atrás apenas de Edmilson Rodrigues (Psol), de Belém – reprovado por 68,8% da população.

Ainda em relação a Sarto, um total de 5,5% eleitores não sabem ou não responderam à avaliação feita pelo instituto Paraná Pesquisas e divulgada nesta quarta-feira, 7. A pesquisa ouviu 742 pessoas, entre 20 e 23 de abril. A margem de erro é de 3,7 pontos percentuais para mais ou para menos.

O balanço mediu a aprovação da administração dos gestores municipais nas 10 maiores capitais brasileiras: Fortaleza, Salvador, Manaus, Recife, Coritiba, Porto Alegre, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Belém. O prefeito mais bem avaliado no ranking é Bruno Reis (União Brasil), de Salvador, com 68% de aprovação e 26,1% de desaprovação.

  1. Bruno Reis (Salvador): 68,0% aprovação e 26,1% de desaprovação
  2. David Almeida (Manaus): 67,3% aprovação e 28,6% de desaprovação
  3. João Campos (Recife): 66,3% aprovação e 28,4% de desaprovação
  4. Rafael Greca (Coritiba): 65,2% aprovação e 31,5% de desaprovação
  5. Sebastião Melo (Porto Alegre): 63,4% aprovação e 29,9% de desaprovação
  6. Fuad Noman (Belo Horizonte): 57,1% aprovação e 28,9% de desaprovação
  7. Eduardo Paes (Rio de Janeiro): 55,8% aprovação e 38,1% de desaprovação
  8. Ricardo Nunes (São Paulo): 52,7% aprovação e 38,7% de desaprovação
  9. José Sarto (Fortaleza): 43,5% aprovação e 50,9% de desaprovação
  10. Edmilson Rodrigues (Belém): 28,6% aprovação e 68,8% de desaprovação

DATAFOLHA

Pesquisa Datafolha publicada nesta semana apontou que o prefeito José Sarto (PDT) tem a sua administração considerada boa ou ótima por apenas 16% da população da Capital. A maioria (42%) considera a gestão do pedetista como regular e outros 39% a consideram ruim ou péssima – 4% não sabem responder. Questionado sobre o resultado, o pedetista tangenciou. “Estou preocupado em cumprir o calendário de entregas”, disse, referindo-se às obras que a Prefeitura de Fortaleza executa.

Durante a assinatura da ordem de serviço para a implantação dos 30 microparques, também nesta semana, o prefeito negou que o anúncio das obras fizessem parte dos planos de reeleição. Sarto Nogueira fez questão de frisar que sua meta é trabalhar para concretizar, até 2024, todas as obras, sejam as em andamento, sejam as agendas para serem executadas até o término da gestão. O gestor também não pondera publicamente que elementos como a instituição da taxa do lixo ou o rompimento com o Governo estadual tenham contribuído para que a gestão tivesse uma avaliação popular baixa.

Além do atual gestor, outros nomes já figuram na disputa pela eleição em 2024. Dentre eles, Evandro Leitão (PDT), presidente da Alece. Ao OPINIÃO CE, o parlamentar disse que “seria uma honra poder representar o projeto” que faz parte dentro do PDT. Evandro, entretanto, não descartou a possibilidade de disputar o pleito pelo PT. “O PT é um partido que tenho muita proximidade com os dirigentes, com os integrantes”, disse.

Outros pré-candidatos para a disputa municipal são Capitão Wagner (União), atual secretário de Saúde de Maracanaú, a deputada federal Luizianne Lins (PT-CE), e o federal André Fernandes (PL).

[ Mais notícias ]