Voltar ao topo

24 de julho de 2024

O PDT é o partido que melhor se prepara para a eleição de 2022

Por Roberto Moreira, colunista de Política do GRUPO OPINIÃO CE

Compartilhar:

Tenho comparecido à Assembleia Legislativa, ido às reuniões de partidos e viajado pelo sertão, acompanhando pré-candidatos ao Governo do Ceará e ao parlamento. Acredito que só poderei analisar os cenários e candidatos, conferindo, de perto, a movimentação de todos. É uma obrigação a quem se propõe escrever e falar sobre política, respeitando seus leitores e seguidores.

A pré-campanha ainda não despertou interesse na maioria dos partidos. O PSOL anunciou, pelas redes sociais, sua pré-candidata ao governo, a artesã Adelita Monteiro. Ela não tem promovido eventos, não é conhecida, deve receber logística, em breve. A oposição tem o Capitão Wagner como pré-candidato. Ele visita municípios. Sua maior adesão foi a do deputado federal Moses Rodrigues, em Sobral. O capitão reformado da PM faz live diárias no Instagram e Facebook. Sofre com a falta de apoios. Os seus principais são oposicionistas tradicionais. Roberto Pessoa, Gaudencio Lucena, Danilo Forte e Lúcio Alcântara.

A pré-campanha eleitoral só é percebida, na verdade, dentro do PDT, que arrasta com ele aos eventos, em Fortaleza e no interior, outros 16 partidos. Em várias direções, os pré-candidatos Izolda Cela, Evandro Leitão, Mauro Filho e Roberto Cláudio reúnem aliados e promovem encontros, com grande público. Além dos atos isolados, o PDT promove eventos regionais. O senador Cid Gomes estimula e diz que o partido e os aliados estão sendo ouvidos.

No atual cenário, é possível afirmar que o candidato ao governo pelo PDT terá mais chances de vencer os adversários. Estamos a pouco mais de sete meses para a eleição. Os partidos precisam se mobilizar. Limitar a mobilização apenas às redes sociais não supre a necessidade que a população exige de apertar a mão, conhecer de perto, ouvir as propostas dos pré-candidatos e o conceito das campanhas, fazer a selfie.

Ciro cresce nas pesquisas
Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à Presidência da República, foi o único candidato que cresceu na pesquisa do Ipesp, ex-Ibope. Ele ultrapassou Sérgio Moro e está em terceiro. O ex-juiz está derretendo. Lula segue líder e Bolsonaro mantém sua intenção de votos congelada em 24%.

O pior prefeito do Ceará foi ao Abolição
É unânime a decepção com a gestão do prefeito de São Gonçalo do Amarante, professor Marcelão. Na Aprece, entidade que reúne os prefeitos do Ceará, é visto como o pior gestor. Tem dinheiro sobrando e não sabe como agir. Politicamente, é uma tragédia. Vai votar em quatro candidatos a deputado federal e seis estaduais. Recentemente, reuniu aliados para informar que esteve no Abolição. Pediu apoio.

Ronivaldo não volta mais
O PT decidiu tirar de cena o vereador Ronivaldo Maia, que está em prisão domiciliar. Ele será julgado por tentativa de feminicídio. O vereador está pedindo licença de 120 dias e não colocará os pés na Câmara Municipal de Fortaleza em 2022. A oposição quer pedir sua cassação.

Luiz Girão
O empresário Luiz Girão ficou conhecido na política como o “Federal do Sertão”. Largou o mandato, mas não a política. É dono da fazenda que mais produz pasto e leite no Ceará. Girão e os filhos tocam o grupo Bethânia, maior empresa de  laticínio do Nordeste.

Evandro Leitão ouviu Zezinho
O senador Cid Gomes disse que Zezinho Albuquerque “está mais para o PP do que o PDT e que é um amigo carinhoso, de 32 anos de relação política”. O presidente da Assembleia, Evandro Leitão, foi escalado por Cid para conversar com Zezinho, antes do encontro final, que ocorrerá antes da janela partidária. O ex-presidente da Assembleia e ex-secretário de Cidades disse que seguirá apoiando os projetos de Cid.

[ Mais notícias ]