Voltar ao topo

25 de julho de 2024

“Nosso partido pode se machucar ou ser muito vitorioso em 2024”, diz Luizianne sobre PT

A ex-prefeita e pré-candidata à Prefeitura de Fortaleza disputa com outros quatro nomes a oportunidade de concorrer ao Paço Municipal da Capital em 2024; Evandro Leitão, presidente da Alece, é cotado como um dos favoritos por lideranças do partido
Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados

Compartilhar:

A deputada federal, ex-prefeita e pré-candidata à Prefeitura de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), afirmou em live nesta sexta-feira (29) que o PT “pode se machucar ou ser muito vitorioso em 2024”. Conforme ela, o partido pode ser “completamente diferente depois de 2024”. “Essa decisão está nas nossas mãos, dos filiados do PT que estão filiados até julho de 2023”, completou. Para o pleito, a parlamentar disputa com o presidente do Legislativo cearense, deputado estadual Evandro Leitão (PT); os também deputados estaduais Larissa Gaspar (PT) e Guilherme Sampaio (PT); e o ex-deputado federal Artur Bruno (PT) a possibilidade de concorrer à eleição. 

A ex-prefeita afirmou que vai se reunir com o governador Elmano de Freitas (PT) e os demais pré-candidatos para discutir o pleito. “Nunca tive problema de conversa”, disse. Segundo Luizianne, pessoas “dos mais diversos grupos do PT e dos mais diversos municípios” têm prestado solidariedade a sua possível candidatura. “Todo mundo querendo fortalecer a nossa pré-candidatura em Fortaleza”. Ainda de acordo com a deputada federal, “as pessoas estão entendendo o que está em jogo”.

Ainda na mesma live, a petista afirmou ser importante que o partido retome o projeto político que foi “vitorioso” na cidade de Fortaleza. Ela completou. “Não contava com a ajuda de ninguém em 2020, não contava com o apoio do governador [Camilo Santana]. Mas agora temos um governador [Elmano de Freitas] que, se eu for a candidata, vai colaborar intensamente e fazer a campanha com muita vibração”.

“Vamos com força. Temo um grupo forte no PT de lutadores e lutadoras sociais, fomos forjados na luta. Tenho 35 anos de filiação ao PT, já vivi muita coisa”, continuou a pré-candidata.

Luizianne já vinha defendendo a realização de prévias partidárias para decidir o candidato petista ao Paço municipal, o que deve acontecer no próximo ano. “Em março do próximo ano – se todo o rigor partidário der certo -, se tudo for respeitado, vamos ter a decisão no encontro de prévias, ou no encontro que vai ter delegados do PT que serão eleitos também para isso”, completou.

FILIAÇÃO RECENTE E APOIO A EVANDRO LEITÃO

Evandro Leitão, recém-filiado ao PT, é um dos fortes candidatos à disputa eleitoral. Na cerimônia de sua filiação à sigla, líderes de pelo menos 10 partidos compareceram à ocasião, além de lideranças petistas como o ministro da Educação Camilo Santana (PT), o deputado federal e líder de Lula na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT), e o governador Elmano de Freitas. Os demais pré-candidatos petistas, incluindo Luizianne, também estiveram presentes.

No último dia 21 de dezembro, em coletiva na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (Alece) o presidente do Legislativo chegou a afirmar que não faz política obcecado em ter cargos. Ainda segundo o parlamentar, ele está na política, pois “gosta” e “se sente bem em poder ajudar as pessoas”. “Não tenho obsessão nem a cargo, nem a poder. Não estou na política para conquistar espaço atropelando as pessoas”, disse.

Luizianne, na mesma live em que defendeu a realização das prévias, chegou a afirmar que Evandro poderia ter sido o candidato do partido nas eleições para governador em 2022, caso tivesse aceitado a filiação, à época. Segundo ela, o partido convidou o presidente da Casa para se filiar há dois anos, antes do pleito eleitoral. Ex-filiado ao PDT, sua então agremiação rompeu com o Partido dos Trabalhadores após lançar o ex-prefeito Roberto Cláudio ao Executivo estadual.

[ Mais notícias ]