Voltar ao topo

24 de julho de 2024

O fantástico mundo dos cafés

Compartilhar:

Oi, pessoal!!

Hoje vamos falar um pouco do nosso grande queridinho: o café. Presente em todos os momentos, seja numa reunião de família, num encontro de amigos, no trabalho, enfim, sempre vai rolar o famoso “cafezinho”. Algumas pessoas preferem mais fraco, outras mais forte, com ou sem açúcar. Mas a verdade é que não há regra pra degustar essa maravilha.

Unsplash

A pergunta é: como preparar um bom café em casa?

– Se possível, dê prioridade ao café moído na hora, pois o sabor e o aroma são mais intensos. Caso você não tenha um moedor em casa, existem algumas cafeterias que vendem o café moído na hora.

– Se a opção de moer o café na hora não for possível, opte por adquirir um bom pó. Saiba quais são os detalhes que devemos levar em consideração na hora da escolha:

Marca: escolha uma marca que contenha o selo da ABIC (ele é bem visível na embalagem), esse selo atesta a pureza e qualidade do café, garantindo assim a procedência e assegurando que o produto não tenha resíduos sólidos, como mato, insetos, entre outros.

Tipo: existem vários tipos de café no mercado: tradicional, suave, forte, extraforte, orgânico, goumert, enfim, uma variedade. Escolha o que mais te agradar.

Embalagem: o ideal é que seja embalado a vácuo. Esse tipo de embalagem mantem o aroma e o sabor do café.

Comprado o café, escolha qual vai ser o método de filtragem. Há quem diga que o melhor é o coado no pano, por ser feito de algodão, não ter pigmentos, por não alterar o sabor do café e por ter aquela memória afetiva de casa de mãe.  Mas existe também o filtro de papel que é composto por 100% de fibras de celulose, também não altera o sabor e nem a aparência da bebida. Escolha o que mais lhe agrada, o importante é aproveitar o momento da preparação e sentir o cheirinho de café.

A qualidade da água é um ponto importante e muita gente não dá tanta atenção. A água pode interferir no sabor do café. É importante que ela seja filtrada ou mineral, pois a água da torneira, ainda que submetida a alta temperatura, pode conter resíduos que comprometem a qualidade da bebida. Outro fator importante é NÃO FERVER. Ao contrário do que muita gente pensa, a água não pode atingir o ponto de ebulição (100°C), deve ficar em aproximadamente 90°C, ou seja, quando as pequenas bolhas começarem a aparecer. Caso contrário, pode alterar a acidez da bebida.

Depois disso é só aproveitar o momento e essa maravilha!!

Beijo, gente.

Até a próxima

Bia e Laura.

[ Mais notícias ]