Voltar ao topo

17 de julho de 2024

O candidato de Bolsonaro no Ceará

Compartilhar:

Raimundo Gomes de Matos se prepara para ser o candidato de Bolsonaro no Ceará pelo Partido Liberal (PL). Uma espetacular manobra para renovar a política cearense no campo de disputas majoritárias. O atua diretor da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), Raimundo Gomes de Matos, surgiu como o nome do Partido Liberal para uma provável candidatura ao governo do Ceará pelo PL, partido do presidente Bolsonaro que, inclusive, é simpático ao projeto, com um nome sem desgastes. Matos é um fato novo, seu nome jamais foi cogitado.

Ele foi prefeito de Maranguape, município da Região Metropolitana de Fortaleza, e quatro vezes deputado federal. Também, secretário de Estado e ocupante de cargo no Ministério da Saúde. Médico e político profissional, Matos completou 70 anos e está há 32 no PSDB. Sua transferência para o PL ocorrerá para iniciar a campanha ao governo, que vai garantir palanque ao presidente Bolsonaro, no Ceará.

Um olhar analítico sobre a entrada de Raimundo Matos no rol dos governamentáveis nos remete a imaginar que a direita cearense pensa em lançar vários candidaturas majoritárias, para se unirem em provável segundo turno. Em outra perspectiva, pode-se avaliar como uma cartada suicida, de alto risco. Por último, surge a impressão fora das quatro linhas: os bolsonaristas querem um palanque fiel, capaz de abrir portas e soltar voz em favor do presidente.

O presidente nacional do PL, o controverso Valdemar Costa Neto, exigiu do presidente da seção cearense uma boa bancada federal. Ele terá. Acilon Gonçalves está escalando Mayra Pinheiro, Aginaldo Oliveira, os deputados federais Júnior Mano e pastor Jaziel e o deputado estadual André Fernandes. São cinco nomes que podem atingir facilmente mais de 600 mil votos. Afora outros. Valdemar, Acilon, Júnior Mano e André estão dialogando. O nome de Raimundo Matos surgiu nesses encontros. O PL quer um candidato bolsonarista de raiz. O maranguapense tem o perfil.

A janela partidária ditará a nova fase do PL no Ceará, um partido que faz parte da base do governo Camilo, mas tem sua linha de independência. Não se sabe, com clareza, quantas transferências poderosas vão ocorrer para fazer crescer a sigla do presidente, mas ele será o grande opositor no Ceará.

O silêncio tem sido a forma de fugir das especulações. A candidatura de Raimundo Matos, que foi sugerida pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e analisada por lideranças do Ceará, não encontrou resistência. Sua pré-candidatura deverá ser lançada até o próximo dia 10. Antes, terá que receber o aval do presidente Bolsonaro.

Ciro na TV
O PDT decidiu ocupar todos os espaços dedicados ao partido em rede nacional, para apresentar o Plano Nacional de Desenvolvimento de Ciro Gomes. As inserções terão 30 segundos. Os programas para rádio e TV foram batizados de “voo de águia”, desvendando a receita para tirar o Brasil da crise, que não tem fim.

Sarto inspirado
O prefeito José Sarto visitou obras, durante o carnaval, e despachou normalmente no Paço Municipal. Decidiu mandar os gastos da folia para projetos culturais na periferia de Fortaleza. No Cuca, tocou e cantou. No Carlito Pamplona, entrou nos bares. Sarto vai construir um centro de negócios de rua no Pirambu. Será na esquina da avenida Theberge com Francisco Sá.

[ Mais notícias ]