Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Nova Beira Mar: o eco e o corredor político da especulação

Compartilhar:

A solenidade de entrega da nova avenida Beira Mar reuniu Sarto, Izolda e Roberto Cláudio, em ritmo de pré-campanha, pela primeira vez. Os três mostraram, o tempo todo para o público, sorrisos, abraços e sinalizaram união. Cada um levou seus seguidores.

Muito próximo ao evento, a oposição estava fazendo cooper, correndo, mas de olho nos três pré-candidatos, avaliando a repercussão política positiva que o equipamento produz para a gestão do prefeito Sarto e o PDT. Sarto é da sigla, todos no partido, faturam com a obra, principalmente os pré-candidatos, com o fator positivo que a entrega da nova avenida simboliza, como fator agregador para a imagem da Prefeitura e do Governo do Ceará, parceiro da obra.

A oposição exibiu como crítica, até o momento, um vídeo feito pelo deputado Heitor Férrer sobre uma tampa da caixa da passagem de esgoto rachada e umas três pedras do piso danificadas, além de um pedaço de grama, que sumiu com o uso do público que pisa no gramado. Heitor pediu ao TCE para investigar e cobrar da Prefeitura e da construtora. Fez papel de vereador zangado com o prefeito.

A importância da Beira Mar é grande para turismo, para o morador de Fortaleza, para os praticantes de esportes e para o pescador. É lugar de vida urbana que reúne gente, natureza praiana e estimula a economia, a gastronomia e o setor de serviços. Os empresários do turismo pesquisaram, junto aos hóspedes, sobre a nova Beira Mar. O nível de satisfação é de quase 100%, porque faltava a feirinha, agora concluída.

A turma da política – que se encontra no início da manhã e final da tarde – funciona como termômetro e acredita que o fator Bolsonaro pode impulsionar candidatos da oposição na eleição de outubro, mas é reticente sobre grandes resultados. Todos preferem aguardar um pouco mais de tempo, para avaliar melhor o cenário, conhecendo o candidato do PDT ao governo.

Siga a Izolda

O governador Camilo Santana, que tem mais de um 1,1 milhão de seguidores no Instagram, e o Chefe da Casa Civil, Chagas Vieira, abriram a campanha “Siga as redes sociais da nossa governadora Izolda”. Ela virou o final de semana com 70 mil seguidores, tinha 23 mil quando assumiu o governo.

Bolsonaro: “Só Deus me tira da cadeira de presidente”

O presidente Bolsonaro afirmou: “Só Deus me tira da cadeira de presidente. Isso foi dito durante a “Marcha para Jesus”, no Paraná. Segundo o IPESP, ex-Ibope, e o DataFolha, se a eleição fosse hoje, Lula teria 44% dos votos, Bolsonaro 30% e Ciro 9%. O presidente seria derrotado no segundo turno. Como a eleição é em outubro, ele terá que fazer muito esforço.

[ Mais notícias ]