Voltar ao topo

23 de julho de 2024

Mulheres vítimas de golpista do Tinder arrecadam mais de R$ 1 milhão após campanha

Foto: Reprodução/Instagram

Compartilhar:

Depois de criarem uma campanha de doação virtual para recuperar os valores perdidos para o homem conhecido como golpista do Tinder, Ayleen Koeleman, Cecilie Fjellhøy e Pernilla Sjoholm arrecadaram mais de £ 180 mil –o equivalente a mais de R$ 1 milhão–, dinheiro o suficiente para que elas encerrassem a campanha, realizada no site GoFundMe.

“Nós estamos muito gratas por toda a ajuda que recebemos ao recuperarmos nossas vidas e pagarmos nossas dívidas”, escreveram as três vítimas em nota publicada no site da campanha. “Nós recebemos mais do que esperávamos.”

As três mulheres foram enganadas por Shimon Hayut, um homem israelense que se passava por Simon Leviev, nome inventado atribuído a si para se passar pelo filho do magnata dos diamantes Lev Leviev. No esquema, retratado pelo documentário “O Golpista do Tinder”, da Netflix, Hayut seduzia mulheres para em seguida afirmar que seus inimigos o estavam perseguindo e que precisava de ajuda financeira.

Depois da repercussão mundial do caso, provocado pelo lançamento da produção da Netflix, Hayut foi banido do aplicativo de namoro. Ele também abandou sua conta no Instagram, na qual deixou uma mensagem derradeira: “Vou compartilhar minha versão da história nos próximos dias, quando tiver resolvido qual é a melhor e mais respeitosa maneira de contar isso, tanto para as partes envolvidas quanto para mim”. Ele vive atualmente em liberdade em Israel.

Folha Press

[ Mais notícias ]