Voltar ao topo

18 de julho de 2024

Ministério Público prepara plano de combate a notícias falsas em meio a ataques a escolas

A reunião com representantes dos órgãos de inteligência do Ceará teve como objetivo discutir a prevenção e combate a atos de violência nas escolas do Estado
Foto: Reprodução/MPCE

Compartilhar:

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Núcleo de Segurança Institucional e Inteligência (Nusit), se reuniu nesta semana com representantes dos órgãos de inteligência da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), da Polícia Militar do Ceará (PMCE), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado (SSPDS) e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), para discutir a prevenção e combate a atos de violência nas escolas do Ceará.

Entre as deliberações deste encontro, conforme nota enviada ao OPINIÃO CE, o MPCE informou se encontra em construção um plano de combate às notícias falsas, mas que ações práticas capitaneadas pelo Secretário de Segurança Pública, por meio da atuação da Polícia Civil e Militar, vêm alcançando bons resultados no contorno das diversas mensagens falsas sobre ameaças as escolas. Alguns casos já tratados pela Polícia Civil, conforme MPCE, não passavam de crianças, em torno de 10 a 12 anos, que sem o conhecimento dos pais foram desmascarados e caiam aos prantos alegando não se tratar de algo que fosse concretizar.

Como encaminhamento, o MPCE seguirá acompanhando e dando suporte às investigações das forças de segurança do Estado, com o apoio da Abin. Entre ações concretas nesse sentido, o órgão preferiu resguardar detalhes da operação para não prejudicar os trabalhos que estão sendo desenvolvidos relacionados à Atividade de Inteligência, mas ressaltou que a SSPDS está adotando medidas, junto com outro órgãos, visando desenvolver campanhas de conscientização nas unidades de ensino como prevenção a esses possíveis atos de violência escolar.

PREVENÇÃO

O ministro da Justiça, Flávio Dino (PSB) assinou na terça-feira, 11, edital para fortalecimento do Programa Nacional de Segurança nas Escolas. Serão destinados por meio desse edital R$ 150 milhões a Estados e municípios para investimento em áreas como rondas, ações educativas e monitoramento de ameaças. Esse montante sairá do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP). Os entes federativos que aderirem a esse programa poderão apresentar propostas para financiamento nas seguintes áreas temáticas:

  • Criação, aprimoramento ou fortalecimento de patrulhas e rondas escolares
  • Capacitação e especialização na prevenção em segurança no ambiente escolar
  • Pesquisa e diagnóstico na prevenção em segurança no ambiente escolar
  • Monitoramento de ameaças, inteligência e enfrentamento aos crimes cibernéticos
  • Ações educativas e culturais com foco em prevenção às violências observadas no ambiente escolar
  • Estruturação de observatórios de violência nas escolas

[ Mais notícias ]