Voltar ao topo

23 de julho de 2024

Maio Amarelo: Prefeitura de Fortaleza anuncia pacote de R$ 9 milhões para segurança viária

Os recursos serão usados para sinalização e infraestrutura pelos próximos três meses
Avenida Leste-Oeste não registrou nenhuma morte por acidente de trânsito até, pelo menos, fevereiro deste ano. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Compartilhar:

No mês alusivo à prevenção de acidentes de trânsito, a Prefeitura de Fortaleza anunciou, na tarde desta quinta-feira, 4, um pacote de cerca de R$ 9 milhões para investimentos em segurança viária com o objetivo de reduzir o número de mortes e acidentes graves nas vias da cidade. Os recursos serão usados para sinalização e infraestrutura pelos próximos três meses. Segundo o superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Antônio Ferreira, este é o oitavo ano consecutivo de redução de acidentes.

“Nós temos o plano municiais de segurança no trânsito, que garantirá a implementação dessas boas práticas e que a gente possa, com esse investimento, reduzir ainda mais as mortes no trânsito de Fortaleza”.

A iniciativa contemplará renovação da sinalização horizontal e vertical, incluindo 673 cruzamentos, implantação de 10,1 km de infraestrutura cicloviária, seis novos semáforos, 14 estágios exclusivos para pedestres, 36 novos pontos semafóricos com reforço na visibilidade, 30 travessias elevadas e 42 lombadas físicas. Além disso, 10 corredores receberão um conjunto de intervenções que incluem melhoria na pavimentação, sinalização, limpeza urbana e readequação da velocidade.

Estão previstos ainda projetos de esquina segura e calçada viva que, através do alargamento de passeios com pintura e balizadores, promove uma circulação mais segura, principalmente aos pedestres.

REDUÇÃO DE VELOCIDADE

Durante a cerimônia, Antônio Ferreira, superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), destacou a redução de velocidade como uma das principais medidas para redução de acidentes no trânsito. Segundo ele, a medida reduziu em 68,1% o quantitativo de acidentes com mortes nas vias da capital cearense. Em maio, avenidas como Dom Manuel, Aguanambi, 13 de Maio e Porto Velho terão o limite readequado para 50 km/h. Pelos dados de acidentes de trânsito consolidados para essas quatro vias, entre janeiro de 2019 e março de 2023, foram registradas 12 ocorrências fatais, 469 com vítimas feridas e 70 registros de atropelamentos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma readequação de 60 para 50 km/h aumenta em dez vezes a chance do pedestre sobreviver a um atropelamento.

“A Prefeitura de Fortaleza comemora exatamente esse conceito de visão zero [buscar zerar o número de mortes] quando a gente pega a avenida municipal onde mais haviam mortes, a Leste Oeste, que chegou a ter 11 sinistros fatais no ano, e em 2022 teve zero mortes. Visão zero, sinistro zero, é comemorar essa redução”, apontou.

OITAVO ANO COM REDUÇÃO

Segundo a Prefeitura, pelo oitavo ano consecutivo, Fortaleza registrou redução no número de mortes no trânsito. Em 2022, a capital cearense contabilizou 158 óbitos nas vias da cidade com taxa de mortalidade de 6,0 para cada 100 mil habitantes. O número é 57% menor em relação ao do ano de 2014, no qual 377 pessoas perderam a vida. A queda foi de 14,7% quando comparado a 2021.

Os usuários de motocicletas representaram quase metade das mortes, liderando a estatística com 47%, seguido por pedestres (44%), ciclistas (5%) e ocupantes de automóvel (4%). Dentre as vítimas, a maioria é do sexo masculino, na faixa etária compreendida entre 30 e 59 anos.

MAIO AMARELO

A AMC realizará uma programação especial durante o Maio Amarelo. A campanha, realizada nacionalmente, completa 10 anos em 2023 e tem como tema “No trânsito, escolha a vida”. Integram o calendário do mês comandos educativos com foco nos fatores de risco como o excesso de velocidade e a mistura de álcool e direção, além de cursos de pilotagem segura direcionados a ciclistas, motociclistas e instrutores de autoescolas.

Como parte da programação, será inaugurada ainda uma estação do Bicicletar no Parque Rachel de Queiroz e uma nova ciclofaixa na Av. Porto Velho. Edições do Bike Sem Barreiras e Ciclofaixa de Lazer também serão especiais voltadas à conscientização de um tráfego seguro. Neste período, operações de Lei Seca e relacionadas ao uso correto do capacete devem ser intensificadas em áreas de maior acidentalidade. Também serão realizadas mobilizações de respeito à faixa de pedestre e de lições de cidadania no trânsito por meio do “AMC nas Escolas”.

Além disso, Fortaleza contará com uma nova faixa iluminada. A iniciativa é pioneira na América Latina. Desta vez, será testada uma nova tecnologia de iluminação estática no bairro Autran Nunes com o objetivo de melhorar a visibilidade do pedestre até que ele conclua a travessia. O fim do movimento será marcado por um passeio ciclístico e pela segunda edição do Seminário de Preservação de Vidas no Trânsito, que reunirá especialistas e técnicos de todo o Estado. Haverá ainda o lançamento do Prêmio AMC de Mobilidade Urbana e a entrega do Relatório Anual de Segurança Viária.

[ Mais notícias ]