Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Lançamento do XXIII Ceará Junino é marcado por homenagem a Fausto Nilo

Tema deste ano é continuidade do que foi realizado em 2019, que se falou da profecia de Antônio Conselheiro, quando o Sertão viraria mar, transformando Quixeramobim num mar de cores, sabores, afetos e muita alegria

Compartilhar:

O Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), lançou na sexta-feira, 16, no Complexo Cultural Estação das Artes a 23ª edição do Ceará Junino. Neste ano, o tema é “Faustos e Felizes no Mar do meu Sertão”, uma homenagem ao compositor, arquiteto, urbanista e poeta cearense Fausto Nilo. Resultado de uma política permanente de patrimônio cultural e memória da Secult, o Ceará Junino apoia 136 projetos de quadrilhas juninas em todo o Estado, assim como a realização de 21 festejos regionais e do Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino 2023.

O lançamento contou com as apresentações da quadrilha Zé Testinha e do grupo Regional Balanço do Rei, além de uma homenagem a Fausto Nilo. Na ocasião, a Secult Ceará também divulgou o calendário dos festejos que acontecem pelo Estado. Estiveram presentes as secretárias da Cultura, Luisa Cela; do Turismo, Yrwana Albuquerque; da Igualdade Racial, Zelma Madeira; a deputada estadual Larissa Gaspar; os mestres da Cultura da Tradição Junina Dona Mazé e Raimundo Claudino; os curadores da 23ª edição do Ceará Junino, Eliza Gunther e Aterlane Martins; o representante do comitê gestor do Ceará Junino, Francisco Oliveira; e o homenageado da noite, Fausto Nilo.

“É com muita alegria que abrimos o XXIII Festejo Ceará Junino, um dos maiores movimentos culturais do nordeste brasileiro. É o movimento que tem mais força e presença de todos os estados do nordeste, e que estão ao longo dos meses de junho e julho festejando e celebrando essa tradição que faz parte da nossa história, da nossa cultura. Estávamos há duas semanas na festa de Santo Antônio, em Barbalha, abrindo os festejos juninos do Nordeste do Brasil. Uma festa bonita, cheia de cor, cheia de dança e de muita alegria. A sequência, é com o Festejo Ceará Junino, mas com muitos outros movimentos que acontecem em diversos municípios do Estado do Ceará”, ressaltou a secretária Luisa Cela.

“Temos conversado muito com a Yrwana (secretária do Turismo) o quanto o movimento Junino pode ser uma força importante do turismo no Estado do Ceará. A gente vê o que acontece com a Paraíba, em Campina Grande. Podemos aprender e fortalecer ainda mais esse movimento que já está tão presente em todas as casas cearenses e que pode ser um motivo de fortalecimento e de orgulho do povo do Estado do Ceará e também de reconhecimento daqueles que não são daqui”, completou.

O tema deste ano é uma continuidade do que foi realizado em 2019, que se falou da profecia de Antônio Conselheiro, quando o Sertão viraria mar transformando Quixeramobim num mar de cores, sabores, afetos e muita alegria. Sertão, serra e mar se encontraram no coração do Ceará. Agora, o público poderá mergulhar mais fundo nas águas desse mar com o tema “Faustos e Felizes no Mar do meu Sertão”, trazendo uma homenagem ao cantor, compositor e arquiteto Fausto Nilo, filho de Quixeramobim.

“Quero dizer que sinceramente não é fácil receber a homenagem, estou estranhando aqui. Mas a emoção é grande pela presença de pessoas que eu sei que adoram o Ceará, esse lugar, a nossa cultura. E eu estou muito emocionado porque eu estou aqui, numa plataforma, que a partir dos meus 11 anos, de seis em seis meses eu pegava um trem. Então estou à vontade porque eu conheço esse lugar. Muito obrigado a vocês todos”, destacou Fausto Nilo, que recebeu uma comenda de homenagem das mãos da secretária Luisa Cela.

MESTRES DA TRADIÇÃO JUNINA

Representando os Tesouros Vivos da Cultura do Ceará, os mestres da Tradição Junina Raimundo Claudino e dona Mazé estiveram presentes e falaram sobre a homenagem a Fausto Nilo e sobre a paixão pela festa de São João. “Eu sou fã do Fausto, desde a minha adolescência, e ver o meu movimento hoje no mesmo palco que o Fausto Nilo pode ser considerado uma consagração. Agradeço a todos que fazem o São João, a todos que carregam nas costas, pela coragem, por continuar fazendo, e sei que no próximo ano estarei novamente construindo até a gente chegar na prateleira que a gente merece chegar. Muito obrigado a todos, um bom São João a todo mundo, sejam felizes, se divirtam porque eu sou fã de diversão”, destacou o mestre Raimundo Claudino.

A mestra Mazé também saudou o público. “Sou Maria José, sou Mestra Junina do Estado do Ceará, sou quadrilheira forte e autêntica. Eu amo quadrilha, no dia 13 de junho completei 53 anos de quadrilha junina. E agora quero parabenizar todas as quadrilhas juninas do Ceará e eu, como Mestra Junina, digo que as quadrilhas não parem”, afirmou.

FAUSTO NILO

Homenagear Fausto Nilo em sua terra natal ganha um novo significado em 2023 quando os seus 80 anos de vida são comemorados. Este fato chama a atenção para a relevância deste artista no âmbito nacional, o qual pela diversidade da sua obra e pelas parcerias com grandes intérpretes (Rodger Rogério, Nonato Luiz, Belchior, Fagner, Petrúcio Maia, Chico Buarque, Geraldo Azevedo, Lulu Santos, Moraes Moreira, Elba Ramalho, dentre outros) escreve um dos mais expressivos capítulos da Música Popular Brasileira.

[ Mais notícias ]