Voltar ao topo

24 de julho de 2024

Justiça suspende greve de enfermeiros do IJF alegando irregularidades

Caso não cumpram essa determinação, estarão sujeitos a uma multa diária de R$ 15.000
Foto: Divulgação

Compartilhar:

A Justiça determinou, na última sexta-feira (30), que os profissionais da enfermagem do Hospital Instituto Doutor José Frota (IJF) suspendam a greve iniciada pela categoria na quinta-feira (29), alegando haver irregularidades na manifestação dos trabalhadores. A categoria nega que haja ilegalidades na manifestação. O ato é organizado pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado do Ceará (Sindsaúde Ceará) e demais entidades da categoria.

O desembargador Fernando Luiz Ximenes Rocha emitiu uma decisão afirmando que o movimento grevista iniciado não cumpriu as exigências de aviso e manutenção mínima de profissionais em serviço.

Consoante a decisão do desembargador, foi deferida parcialmente a tutela antecipada em caráter antecedente, determinando que os réus adotem medidas imediatas para suspender a greve mencionada na petição inicial. Caso não cumpram essa determinação, estarão sujeitos a uma multa diária de R$ 15.000.

O sindicato dos profissionais contesta as alegações feitas pelo desembargador. Em nota, o Sindsaúde nega as acusações e afirma que seguiu todos os trâmites necessários para iniciar a greve.

“O sindicato dos profissionais nega as alegações do desembargador. “O Sindsaúde respeitou todos os trâmites para início da greve, inclusive, assembleia com os profissionais que decidiram pela greve. Foi divulgado o comunicado de greve em jornal de grande circulação com tempo hábil para os gestores e padrões da saúde se organizarem”, diz o sindicato, em nota.

A categoria anunciou que irá discutir, em assembleia, se irá acatar ou não a decisão judicial.

[ Mais notícias ]