Voltar ao topo

25 de julho de 2024

Índice que calcula preço da cesta básica cearense registra queda de 4,73% nos últimos 12 meses

Nessas categorias, preços bons para a batata-doce que registrou queda de (-21,16%), a cenoura nantes (-11,30%) e a cebola roxa (-10,42%)
A batata-doce e a macaxeira foram tiveram queda de preço considerável. Foto: Thiara Montefusco/ Governo do Ceará

Compartilhar:

O Índice de Preços da Ceasa Ceará (IPCE), que calcula a variação de preços nos cinco principais setores de comercialização, incluindo a cesta básica, abrangendo 70 itens, apresentou aumento de (+0,46%) no acumulado anual referente ao comparativo entre os meses de novembro de 2022 e outubro de 2023. A cesta básica, no entanto, teve queda de 4,73%. As informações são do Núcleo de Economia e Estatística (Nuece) e do Sistema de Informação de Mercado Agrícola (Sima) da Ceasa-CE.

Os setores que apresentaram queda em seus preços no acumulado anual foram a hortaliça fruto (-2,97%), a cesta básica (-4,73%) e raiz (batatas, beterraba, macaxeira etc.), bulbo (cebola e alho) e rizoma (banana, gengibre) (-6,88%). Já os que registraram aumento foram frutas (+5,29%) e folha, flor e haste (+19,95%).

No comparativo mensal entre setembro e outubro de 2023, no setor das frutas houve redução de (-11,13%) no preço da banana pacovan e prata, além de (-7,73%) no maracujá e (-5,69%) no abacate fortuna. Preços em alta para o caju amarelo ou vermelho (+14,10%), a goiaba vermelha (+12,35%) e a manga tommy (+9,87%). No geral, o setor apresentou queda de (-1,42%) no período. O setor de folha, flor, haste apresentou queda apenas no preço da alface crespa (-3,64%). A cebolinha e o coentro tiveram alta de (+10,51%), a couve-flor (+9,07%) e a acelga de (7,77%). O setor registrou alta de (+2,46%) no geral.

Na categoria das hortaliças fruto, preço em queda para o jerimum caboclo (-14,83%), jerimum jacaré (-14,71%), jerimum de leite (-14,14%) e a pimenta de cheiro(-4,88%). Preços elevados para a vagem macarrão (+31,33%), o chuchu (+20,04%) e o pimentão verde (+13,15%). Alta de (+7,72%) no setor no período. No setor de raiz, bulbo e rizoma, preço bom para a batata-doce que registrou queda de (-21,16%), a cenoura nantes (-11,30%) e a cebola roxa (-10,42%). Preço em alta para a batata inglesa (+28,57%), a cebola pêra (+21,49%) e o alho nacional ou importado (+5,30%). Alta de (+4,50%) no setor.

Na cesta básica, a farinha amarela e branca declinou (-9,26%), o feijão carioquinha (-6,45%) e a farinha de trigo (-5,75%). A carne suína aumentou (+10,32%), a carne bovina (+3,96%) e o açúcar cristal (+3,93%). Registro de alta de (+0,45%) no setor.

[ Mais notícias ]