Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Homem morre após ter pescoço cortado por linha com cerol na BR-116

Wellington de Santos de Castro trabalhava como vigilante de carro forte, mas fazia corrida por aplicativo para complementar a renda; na ocasião, a vítima estava em uma corrida
Foto: Reprodução

Compartilhar:

Um homem de 37 anos morreu após ter o pescoço cortado por uma linha de pipa com cerol na BR-116, no bairro Messejana, de Fortaleza. O caso ocorreu na tarde deste domingo, 9. A vítima foi identificada como Wellington de Santos de Castro

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), equipes do Samu foram acionadas e chegaram ao local para fazer primeiros socorros ao homem. Entretanto, o indivíduo não resistiu aos ferimentos, e faleceu dentro da ambulância. Wellington trabalhava como vigilante de carro forte e fazia corrida por aplicativo para complementar a renda. Na hora do acidente, ele estava com uma passageira, e, mesmo com os ferimentos, conseguiu estacionar.

O QUE DIZ A LEI

A lei considera a utilização de linha com cerol como ilegal, e quem desrespeitá-la pode ser enquadrado pelo artigo 132 do código penal por “expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente”, com pena de detenção de três meses a um ano, se o fato não constituir crime mais grave. No caso deste domingo, no entanto, a ação pode ser enquadrada como homicídio culposo, já que a vítima foi a óbito.

[ Mais notícias ]