Voltar ao topo

25 de julho de 2024

“Futuro governador de todos os cearenses”, diz Ciro sobre Roberto Cláudio

A declaração foi feita na mesma semana em que o ex-prefeito foi escolhido pelo partido para encabeçar a cabeça de chapa da sigla nas eleições de outubro.
Foto: Reprodução

Compartilhar:

Em evento de lançamento da canditura à Presidência da República, nesta quarta-feira, 20, em Brasília, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) se dirigiu ao ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), presente no evento, como “futuro governador de todos os cearenses”. A declaração foi feita na mesma semana em que o ex-prefeito foi escolhido pelo partido para encabeçar a cabeça de chapa da sigla nas eleições de outubro. A decisão gerou um racha na aliança com o PT no Estado, que defendia a reeleição de Izolda Cela (PDT).

“Quero cumprimentar o futuro governador de todos os cearenses, Roberto Cláudio. Vá lá e una o nosso povo. Nosso povo está ameaçado. Conte com essa gente forte que está aqui”, declarou Ciro.

Como adiantado pelo OPINIÃO CE, Ciro estava à frente, juntamente com o presidente estadual do PDT no Ceará, deputado federal André Figueiredo, das tratativas para escolha do partido do nome que disputará as eleições para o Governo do Estado. No último dia 11, deputados federais e estaduais cearenses do PDT reuniram-se em Fortaleza para tratar sobre a definição da chapa ao governo do Estado e a liderança de Ciro no processo ficou mais clara. Na oportunidade, o senador Cid Gomes não participou.

“O Cid pediu, nesse momento final, para que o Ciro representasse. Então o Ciro tá trazendo para si, mesmo com a campanha federal, ele entende que o Ceará merece toda atenção e ele, como mais experiente nesse grupo, e faz do Ceará um exemplo para o Brasil, ele trouxe para si a responsabilidade de me ajudar nessa coordenação”, explicou André Figueiredo, na ocasião.

Roberto Cláudio

O ex-prefeito de Fortaleza venceu por 55 votos a 29 (além de uma abstenção) A decisão tomada na última segunda-feira, 18, por 84 delegados do diretório estadual do PDT. O PT, principal apoiador de Izolda Cela, lançou uma resolução, logo depois, sinalizando o rompimento da aliança que já durava 16 anos. Segundo André Figueiredo, agora o partido vai “trabalhar a unidade”. O dirigente também mencionou o apoio da legenda à pré-candidatura do ex-governador Camilo Santana (PT) ao Senado Federal, dizendo que espera “que essa aliança se mantenha”.

Questionado sobre se Domingos Filho, do comando do PSD Ceará, sairia fortalecido para ser vice de Roberto Cláudio, com a decisão do diretório de ontem, Figueiredo disse que conversará com aliados nesta semana, que os atritos serão resolvidos até o dia da convenção.

[ Mais notícias ]