Voltar ao topo

13 de julho de 2024

Fortaleza vacinará pessoas a partir de 50 anos com D4 contra covid

Compartilhar:

Início para a faixa etária se dá após outras capitais já estarem realizando a referida imunização. Número de novos casos no Brasil voltou a subir

Giovana Brito
ESPECIAL PARA OPINIÃO CE
giovana.brito@opiniaoce.com.br

Imunização vai começar na próxima segunda-feira, 6, na Capital (Foto: Natinho Rodrigues)

A vacinação com a quarta dose (D4) contra covid-19 para pessoas a partir de 50 anos em Fortaleza começa nesta segunda-feira, 6. A faixa etária será contemplada sem necessidade de agendamento.

A Secretaria da Saúde (Sesa) do Ceará foi questionada sobre se há doses disponíveis no Estado para a referida imunização, mas não retornou à reportagem até o fechamento deste conteúdo – a pasta é responsável pela distribuição de vacinas aos 184 municípios cearenses.

A medida tomada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) decorre do anúncio do Ministério da Saúde, na última quinta-feira, 2, de ampliar o público-alvo de vacináveis, em razão do aumento do número de casos da doença no Brasil. A nova dose será aplicada a partir de quatro meses da injeção anterior e é a quarta aplicação para aqueles que tomaram CoronaVac, Pfizer ou AstraZeneca na primeira dose (D1).

O esquema primário dessas vacinas é de duas injeções. Já para aqueles que receberam Janssen, em que o primeiro ciclo vacinal foi de dose única, essa é a terceira aplicação.

ESTADOS INICIARAM
Alguns estados anteciparam a D4 para essa faixa etária. Macapá e Maceió, por exemplo, começaram na quarta-feira, 1º. No Distrito Federal, a imunização desse público com a segunda dose (D2) de reforço começou nesta sexta-feira, 3. Em Manaus, a D4 para quem tem 50 anos ou mais está liberada desde o início do mês passado.

No Piauí, foi liberada na mesma data para toda a população a partir dos 18 anos. A liberação de mais uma dose de reforço para o grupo acima de 50 anos foi concedida pelo aumento do número de novos diagnósticos positivos da doença.

O Brasil voltou a registrar um aumento nos números de covid-19 nas últimas semanas, depois da flexibilização das medidas de combate ao vírus. Entre os dias 22 e 28 de maio, o País teve a pior semana epidemiológica de casos da doença desde março deste ano.

Somente nos cinco meses de 2022, foram 8.693.140 pessoas infectadas pela doença e 47.620 óbitos contabilizados, segundo dados das secretarias de Saúde. O Ceará está entre os estados que seguem em estabilidade no número de novos casos. Entre os dias 2 de maio e 2 deste mês, foram 1.266 novos casos e nove mortes.

[ Mais notícias ]