Voltar ao topo

24 de julho de 2024

Fortaleza segue em 1º em saldo de empregos gerados no Norte e Nordeste

Compartilhar:

Capital cearense continua como primeiro lugar no saldo de empregos gerados no Norte e Nordeste e em 5º lugar dentre as capitais do Brasil, aponta Caged

Redação OPINIÃO CE
redacao@opiniaoce.com.br

Foto: Natinho Rodrigues

Fortaleza registrou crescimento na geração de empregos formais com carteira assinada, alcançando um saldo positivo de 3.449 vagas de emprego, entre admissões (25.579) e desligamentos (22.130) de trabalhadores, puxado pelo setor de serviços (4.027).

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência, referentes ao mês de março foram divulgados no último dia 28.

A capital cearense segue como o primeiro lugar no saldo de empregos gerados no Norte e Nordeste e em 5º lugar dentre as capitais do Brasil. Do saldo global de empregos gerados no Estado do Ceará (8.047), Fortaleza respondeu por 57,4% dessas vagas, seguida dos municípios de Eusébio (239), Tejuçuoca (231) e Crateús (185).

De acordo com o prefeito José Sarto, os números demonstram os esforços do Município para incentivar a geração de emprego e renda na Capital. “Na Prefeitura, temos realizado ações para incentivar o empreendedorismo, combater o desemprego e estimular um ambiente de negócios favorável a novas oportunidades. Mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia, temos alcançado importantes resultados”, afirma.

ACUMULADO DE 2022
No acumulado de 2022, Fortaleza alcançou o segundo lugar no saldo de empregos gerados (7.299) e tem também o maior estoque de empregos (654.118) dentre as capitais do Norte e Nordeste. O primeiro colocado em saldo de empregos foi o Salvador (10.318) e o terceiro, Recife (6.441).

“Os números são muito positivos e refletem o momento de retomada gradual da economia, inclusive tendo o melhor saldo nos últimos 10 anos para este mês de março, destacando-se o setor de serviços”, pontua o secretário do Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Nogueira.

[ Mais notícias ]