Voltar ao topo

18 de julho de 2024

Fortaleza goleia Caucaia por 4 a 0 e é tetracampeão invicto do Cearense

Foto: LUCAS EMANUEL/AGIF

Compartilhar:

Priscila Baima
priscila.baima@opiniaoce.com.br

O Fortaleza goleou o Caucaia por 4 a 0 e conquistou o tetracampeonato cearense, neste domingo (24), na Arena Castelão. Yago Pikachu, Silvio Romero e Ronald marcaram a goleada da noite. Com estádio lotado, o Tricolor do Pici foi superior ao Raposa. No ataque, criou muitas chances e não permitiu que o Caucaia balançasse a rede. Tanto o Fortaleza como o Caucaia chegaram invictos na final do Campeonato Cearense 2022. O time do Leão, comandado por Vojvoda, convenceu em campo e segue para o próximo desafio na Libertadores, na quarta-feira (27), enfrentando o Alianza Lima – Peru no terceiro jogo da Libertadores.

Com velocidade e técnica, o Fortaleza dominou as ações ofensivas e partiu para cima. Pikachu, Hércules, Moisés e Silvio Romero tiveram boas chances de abrir o placar.

Depois de algumas insistências, o Leão abriu o placar da final do Campeonato Cearense 2022 aos 31 minutos do primeiro tempo. Moisés chutou, Célio espalmou e a bola sobrou para Romero, que mergulhou para abrir o placar no Castelão. Mais de 30 mil pessoas estavam assistindo a final do Campeonato Cearense deste ano.

Aos 33 minutos, Caucaia se fechou na defesa e recuperou a bola. Goiaba tentou avançar, mas foi cortado por Benevenuto. Um minuto depois, o juiz apitou e marcou falta para o jogador do Caucaia, Iury Tanque, que mirou no gol, mas a bola ficou na barreira seguindo com a Raposa. Hércules afastou. Aos 36 minutos, Lucas Lima chutou de fora da área e mandou a bola por cima do gol.

Moisés tentou dominar a bola na área, mas a defesa da Raposa parou a jogada. O Tricolor seguiu com bastante posse de bola. Lima fez o cruzamento na área, mas Romero não alcançou a bola.

Faltando seis minutos para acabar o primeiro tempo, o volante do Raposa, Guto, levou cartão amarelo, e foi falta para o Leão. De novo com Lucas Lima, a bola passa para a área e Célio defendeu bem. Diferentemente do primeiro jogo, os torcedores aplaudiram o Leão no estádio.

SEGUNDO TEMPO

Na volta da segunda etapa, Caucaia começou com mudança no time. Saiu Goiaba e entrou Vitinho, que já chegou batendo forte e o goleiro Max Walef defendeu.

Aos três minutos do segundo tempo, Leão chegou junto com Titi batendo forte, mas Célio, do Raposa, espalmou com dificuldade. Em seguida, Fortaleza tocou a bola com velocidade. Caucaia recuperou e apertou a marcação, tentando atacar.

Com menos de 10 minutos, Lucas Lima passou para Moisés. Ele tocou para Pikachu, que aproveitou o rebote do próprio chute para ampliar para o Fortaleza. Foi o 8º gol do jogador na temporada.

Aos 15 minutos, o técnico Vojvoda poupou os titulares e fez mudança tripla no Leão: entram Jussa, Renato Kayzer e Depietri e saem Felipe, Romero e Moisés.

Aos 19 minutos, Fortaleza aumentou o placar com gol de Yago Pikachu, lateral direito. Lucas Crispim tocou rasteiro para Pikachu, que mandou para a rede adversária ampliando o placar. Foi o segundo do lateral direito na partida.

Aos 23 minutos do segundo tempo, o Leão atacou com Kayzer, que cruzou rasteiro para Depietri, mandando para o fundo da rede, mas a arbitragem marcou impedimento e o gol foi invalidado.

Pouco tempo depois, Raposa tentou lançamentos longos para a área, mas a defesa do Fortaleza afastou. Aos 33 minutos da segunda etapa, o Leão já passeava pelo Castelão contra o Raposa e marcando o quarto gol. Marcado, Ronald ajeitou a bola e chutou forte para o fundo da rede de Célio.

Com a goleada e o título próximo, a torcida do Tricolor do Pici começou a comemorar o tetracampeonato nas arquibancadas do Castelão aos 40 minutos do segundo tempo. O Tricolor diminuiu o ímpeto, mas sem desistir de ampliar o marcador na final do campeonato.

Aos 41 minutos, Depietre arranca com velocidade, foi parado pela defesa e caiu, mas levantou rápido e recuperou a bola. O jogador lançou para Renato Kayzer, que finalizou para fora de campo. Nos instantes finais, o volante Matheus Jussa, do Leão, ainda levou cartão amarelo.

Com a vitória, o Tricolor do Pici repete a façanha de vencer o Campeonato Cearense quatro vezes consecutivas conquistando o 45° título da história, igualando-se ao Ceará como o maior vencedor do Estadual.

A última vez que o Leão conseguiu um título numa final de cearense sem jogar contra o Ceará foi em 2016, no Estádio Presidente Vargas. A partida foi contra o então Uniclinic (atual Atlético Cearense). Na época, Fortaleza foi bicampeão do cearense.

 

 

 

 

[ Mais notícias ]