Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Fortaleza: 121 bairros, cerca de 710 mil famílias e 296 anos de história

Foto: Natinho Rodrigues

Compartilhar:

Entre capitais nordestinas, Fortaleza é sexta mais antiga. Em termos populacionais, Cidade possui mais de 2,7 mi de habitantes, segundo o Paço

David Mota
Especial para OPINIÃO CE
david.mota@opiniaoce.com.br

Giovana Brito
Especial para OPINIÃO CE
giovana.brito@opiniaoce.com.br

Capital se aproxima de 300 anos de história (Foto: Natinho Rodrigues)

Muitas riquezas preenchem as ruas de Fortaleza, culturais, ambientais e de beleza. Há 296 anos, um dos litorais do Ceará se transformou na cidade que inspira o ritmo do Nordeste. A Capital celebra nesta quarta-feira, 13, seu aniversário. Haverá show no Aterrinho da Praia de Iracema, com Fagner e outros nomes locais.

O nome do local é derivado do Forte de Nossa Senhora da Assunção, nome dado pelos portugueses ao Forte de Schoonenborch, construído pelos invasores dos Países Baixos. Dentre as capitais nordestinas, Fortaleza é a sexta mais antiga ou a quarta mais nova, atrás das cinco mais antigas, que ultrapassam os 400 anos de história: Recife, Salvador, João Pessoa, Natal e São Luís.

Em termos populacionais, a Capital possui mais de 2,7 milhões de habitantes, segundo a Prefeitura. É a maior cidade em população do Ceará, a segunda do Nordeste e a quinta do Brasil. Atualmente, está dividida administrativamente em 12 Secretarias Executivas Regionais, que vão de 1 a 12, e compõem a Secretaria Municipal da Gestão Regional. É formada por 121 bairros.

Em 2019, foi aprovada uma nova divisão territorial da capital cearense cujo processo de implantação teve início dois anos mais tarde, em 2021. Fortaleza tem a maior economia municipal da Região Nordeste, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), superando a capital baiana. Do Brasil Império a República foram 33 gestores na Capital e a partir disso já passaram 49 prefeituras através de eleições municipais.

INFRAESTRUTURA
São aproximadamente 710 mil domicílios, maior parte na zona urbana. Grande parte deles está conectada à rede municipal de fornecimento de água, enquanto a quase totalidade possui acesso à energia elétrica. Nos períodos de chuva nos primeiros meses do ano, a Capital tem pontos de alagamento que são comuns, sobretudo, no centro da cidade.

A Capital conta com obras em andamento, como drenagens, bocas de lobo, bueiros e obras de macrodrenagem e revitalização de lagoas em diversos bairros, como Canindezinho, Grande Bom Jardim, Vicente Pinzón, Luciano Cavalcante, Parque Jerusalém, Jangurussu.

CULTURA REGIONAL
A cultura regional é marcada pelos festejos juninos e pelas festas de Carnaval. A cidade é conhecida ainda pela qualidade dos seus humoristas, como Tom Cavalcante, Tirullipa, Adamastor Pitaco e Wellington Muniz, que carrega o nome do Estado em seu personagem mais famoso, o Ceará. Os centros culturais, como o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, se enquadram entre os mais visitados.

Mas também há outros pontos atrativos, como o Theatro José de Alencar e a Casa José de Alencar, Catedral Metropolitana, Museu do Ceará e festividades que marcam as datas comemorativas do Município. O acesso a esses pontos é democratizado, permitindo que a população de baixa renda possa ter acesso aos bens simbólicos ofertados.

NÃO PODE FALTAR
Na mesa, não pode faltar macaxeira, batata-doce, coco e milho, com os quais se faz bolos, cuscuz, mungunzá, canjica, pamonha e pé-de-moleque. Um dos pratos típicos da região é o baião-de-dois, feito com feijão, arroz, manteiga e queijo de coalho.

As praias de Fortaleza também são grandes atrativos tanto para a população cearense quanto para turistas que frequentam a capital em todas as épocas do ano. As praias de Iracema, Meireles, Mucuripe, Futuro e Futuro II e a da Sabiaguaba são grandes belezas naturais que formam a Terra da Luz.

Falando de atrações, não de pode deixar de citar a Beira Mar de Fortaleza, que recentemente foi reformada. Além da parte estrutural do calçadão e de quiosques com barracas de praia, também conta com feirinhas de artesanato e de roupas, que sempre estão contando com a visita de bastante gente.

Quadras para prática de esportes como vôlei, beach tênis, futevôlei, hóquei de patins, pistas de skate também dão o tom. Diariamente, o cidadão fortalezense utiliza da Beira Mar para aproveitar a vista e manter a forma, com corridas no calçadão ou voltas de bicicleta pela praia.

[ Mais notícias ]