Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Festejos Juninos têm início em Fortaleza com 24 festivais e participação de 50 quadrilhas

No edital dos Festejos Juninos de 2023, a Prefeitura contemplou 74 projetos, dos quais 24 são festivais, 35 são grupos de quadrilha junina adultos e 15 são grupos de quadrilha junina infantis
Foto: Reprodução/Prefeitura de Fortaleza/Thiago Matine

Compartilhar:

Começou na última sexta-feira, 23, uma extensa programação junina pelos bairros de Fortaleza. São realizados 24 festivais, dois em cada Regional da cidade, com a participação de 50 grupos de quadrilhas juninas, tanto adultos quanto infantis. Os festejos acontecem aos fins de semana e se estendem  até o dia 29 de julho.

Conforme a Prefeitura de Fortaleza, os festejos juninos pretendem fortalecer a identidade do São João na Capital, ocupando espaços públicos e promovendo a cultura local. Até este sábado, 24, a programação acontece nas Regionais 7, 8 e 12, com o Festival Junino Gente da Terra, no bairro Dias Macedo; a III Edição do Festival Junino do Cumpade Carlos, na praça do Liceu do Ceará, no Centro; e o XXIII Festival Flor da Bela, na Lagoa Redonda.

Além de mobilizar os bairros e unir as pessoas, a época junina tem impacto importante na economia local, gerando empregos e renda. O movimento junino também impulsiona toda a cadeia produtiva envolvida, incluindo músicos, costureiros, sapateiros, cozinheiros, bordadeiros, maquiadores, coreógrafos, figurinistas, cenógrafos, ambulantes, produtores, técnicos e outros profissionais.

No edital dos Festejos Juninos de 2023, foram contemplados 74 projetos, dos quais 24 são festivais, 35 são grupos de quadrilha junina adultos e 15 são grupos de quadrilha junina infantis. Conforme o edital, cada proponente receberá um valor de R$ 16.500,00, totalizando um investimento de mais de R$ 1 milhão.

PATRIMÔNIO CULTURAL DE FORTALEZA

A Secultfor deu início, neste mês de junho, ao processo de registro das Quadrilhas Juninas como Patrimônio Cultural Imaterial de Fortaleza, visando tornar a cidade a primeira do país a alcançar esse reconhecimento. Nos próximos meses, serão realizadas pesquisas detalhadas, incluindo entrevistas e acompanhamento dos ensaios dos grupos em atividade. Ao final desse mapeamento, será elaborado um dossiê das Quadrilhas Juninas, contendo informações relevantes, registros fotográficos e um Plano de Salvaguarda com atividades, estratégias e ações para preservar e incentivar essa manifestação cultural.

[ Mais notícias ]