Voltar ao topo

23 de julho de 2024

“Falta de caráter e de respeito”, diz vereador de Fortaleza sobre fala de Flávio Bolsonaro sobre jornalista

CMFOR

Compartilhar:

A declaração do senador Flávio Bolsonaro (PL) sobre a jornalista Miriam Leitão, debochando das torturas que sofreu na Ditadura Militar, no fim de semana, continua causando repúdio na classe política. As discussões chegaram à Câmara Municipal de Fortaleza (CMFOR): o vereador Moura Taxista (PDT) mostrou seu repúdio, na sessão plenária de quarta-feira, 6:

“A Miriam naquele tempo foi colocada num quarto da ditadura grávida para ser torturada com cobras… E o senador diz que tem pena das cobras, mostrando o seu cinismo, sua falta de caráter, de compromisso e de respeito para com as mulheres e os profissionais de imprensa”, declarou Moura.

No domingo, 3, após críticas da jornalista ao presidente Jair Bolsonaro (PL), Flávio disse: “Ainda com pena da cobra”. Para Moura, “essa postura ele herdou do pai (o mandatário), dentro de casa, porque a família da qual ele faz parte defende esse tipo de atitude”.

Repercussão

Além de Moura, outras figuras se manifestaram publicamente contra as aspas do senador. Uma delas foi a governadora Izolda Cela (PDT). Em sua conta no Twitter, a gestores disse: “O ataque covarde contra a jornalista
Miriam Leitão merece não só o nosso repúdio, mas deve servir para fortalecer ainda mais a luta contra o fascismo e os defensores da ditadura e da tortura. Nosso país não merece isso”.

[ Mais notícias ]