Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Expansão da D4 começa na Capital, que tem alta ocupação de leitos de SRAG

Compartilhar:

Uso de máscara em ambientes fechados continua valendo, na tentativa de conter novo surto de covid-19, registrado em todo Brasil

Kelly Hekally
kelly.hekally@opiniaoce.com.br

Foto: Natinho Rodrigues

Em meio à alta de novos casos confirmados de covid-19, Fortaleza inicia nesta segunda-feira, 6, a aplicação da quarta dose (D4) de vacinas contra a doença em pessoas a partir de 50 anos. Seguem a partir desta segunda as regras do decreto que regulamenta a gestão da pandemia em todo Ceará. Assim, está mantida a recomendação vigente com relação ao uso de máscaras em locais fechados.

Em relação ao aumento de diagnósticos de covid-19, segundo a governadora Izolda Cela, o Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia deve voltar a se reunir semanalmente para monitoramento. “Vamos intensificar as campanhas para a dose de reforço da população adulta e D2 das crianças e adolescentes”, disse Izolda Cela quando do anúncio da continuidades do documento

Conforme apresentado pelo OPINIÃO CE na edição deste fim de semana, o Ceará está entre os estados que seguem em estabilidade no número de casos confirmados. Entre o dia 2 de maio e 2 junho deste ano foram 1.266 casos de covid-19 e nove mortes. Até este domingo, 5, a taxa de ocupação de enfermarias reservadas a Síndrimes Respiratórias Agudas Graves (SRAG) no Estado somava 35,53% – a de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ficava em 55,56%. Na Capital, os referidos índices, entretanto, estão em patamares altos: 89,93% e 90,32%.

Ainda no bojo da imunização, Fortaleza prorrogou até o próximo dia 24 as campanhas de vacinação contra a influenza e sarampo. A população que faz parte dos grupos prioritários pode continuar buscando os postos de saúde, de segunda à sexta-feira, das 8 horas às 17h e aos finais de semana nos postos Paulo Marcelo e Messejana, no mesmo horário. É necessário apresentar documento oficial com foto.

A decisão de postergar a vacinação foi tomada pelo Ministério da Saúde na última quinta-feira, 2, com o objetivo de aumentar as coberturas. Até esta a mesma data, afirma a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), 268.605 pessoas haviam sido vacinadas contra a influenza: 30% do público prioritário. Com relação ao sarampo, no mesmo dia, o total ficou em 89.194 foram vacinadas: 35% da meta. (Colaborou Giovana Brito)

[ Mais notícias ]