Voltar ao topo

23 de julho de 2024

Empreendedorismo feminino

Compartilhar:

Falar sobre empreendedorismo nos parece corriqueiro, mas o que quero trazer para nossa fala de hoje é o poder de transformação das mulheres no mercado de trabalho e no setor de comercial e de vendas.

O empreendedorismo sempre foi uma vocação feminina, apesar disso, as mulheres ainda encontram mais obstáculos se comparadas aos homens, mesmo com a notória evolução no mercado de trabalho dos últimos anos. Para se ter uma ideia, a concentração dos segmentos de mercados que atualmente são as mais comuns somam aproximadamente 6 (seis) grandes áreas, com destaque para vendas diretas, alimentação fora do lar e beleza e estética. Entre os homens o número sobe para 14 (quatorze) áreas da economia com domínio deles, mais do dobro, demonstrando que ainda precisamos criar políticas de acesso e mecanismos para que elas possam estar onde quiserem.

Favorecer uma maior inserção da força de trabalho feminina em um mercado que ainda oferece obstáculos certamente colabora para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, gerando oportunidades de liderança e visibilidade para elas. O pós-pandemia trouxe um benefício nesse sentido, que foi a flexibilização dos horários e dos formatos de trabalhos baseados em casa, o famoso home office.

Devida às diversas dificuldades de inserção em um mercado de trabalho por mulheres que retornam da gravidez, de um momento destinado a família ou aquelas que pouco tem disponibilidade para longos deslocamentos por exemplo, esse novo momento proporcionou uma nova oportunidade para que elas possam conciliar um pouco melhor as questões de ordem pessoal e profissional, oferecendo resultados para empresa e com equilíbrio da vida familiar através flexibilização da presencialidade e das imposições sociais quanto aos seus comportamentos.

[ Mais notícias ]