Voltar ao topo

13 de julho de 2024

Criança de dois anos morre em incêndio no Montese, em Fortaleza

Chamas se iniciaram no ventilador e se propagaram pelo imóvel; bombeiros foram acionados na noite deste domingo, 25
Foto: Divulgação/ CBMCE

Compartilhar:

Uma criança de dois anos foi vítima de um incêndio em uma residência no Montese, bairro do município de Fortaleza. De acordo com informações fornecidas por populares, “o fogo teria iniciado no ventilador e se propagado rapidamente pelo imóvel”. O Corpo de Bombeiros Militar do Ceará foi acionado às 21h50 deste domingo, 25, para procurar a criança, que inicialmente estava desaparecida. Além dela, outras cinco crianças também estavam no andar superior do imóvel, onde ocorreu o incêndio, mas foram resgatadas a tempo.

A vítima estava em um duplex. O incêndio ocorreu no andar superior, onde cinco crianças se encontravam. Em nota, o CBMCE expressou condolências à família. “Neste momento de grande tristeza, expressamos nossas sinceras condolências à família enlutada e reafirmamos o compromisso do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará em zelar pela segurança e bem-estar da população”.

OCORRÊNCIA

Segundo nota informativa, o Corpo de Bombeiros foi acionado às 21h50 deste domingo, 25 para combater um incêndio em uma residência localizada no Montese. Inicialmente, quatro viaturas, incluindo equipes de combate a incêndio, salvamento e atendimento pré-hospitalar, além do Coordenador de Operações, se deslocaram até o local. No entanto, durante a operação, segundo o CBMC, o foco principal foi a busca pela criança que, de acordo com relatos de populares, encontrava-se desaparecida.

Em nota, o Corpo de Bombeiros destaca que diversas varreduras foram realizadas durante a operação de combate ao incêndio, culminando na trágica descoberta do corpo de uma menina de 2 anos de idade, debaixo da cama. Conforme populares, o fogo teria iniciado no ventilador e se propagado rapidamente pelo imóvel. Além do Corpo de Bombeiros Militar, outros órgãos de segurança e emergência também prestaram apoio nesta ocorrência, incluindo o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), a Polícia Militar e a Perícia Forense.

[ Mais notícias ]