Voltar ao topo

23 de julho de 2024

Copa do Brasil: Ceará treina nesta segunda e Fortaleza, nesta terça

Compartilhar:

Equipe Alvinegra entra em campo em Minas Gerais contra o Tombense, pela Copa do Brasil. Time concentra esforços para não sofrer nova derrota

David Mota
Especial para OPINIÃO CE
david.mota@opiniaoce.com.br

Treino ocorreu na tarde desta segunda, em Porangabuçu (Foto: Reprodução/Facebook)

O Vovô treinou nesta segunda-feira, 18, no CT Carlos de Alencar Pinto, em Porangabuçu, visando à partida desta quarta-feira, 20, contra o Tombense/MG, pela Copa do Brasil. A partida acontece às 21h30, no estádio Soares de Azevedo, na cidade de Muriaé/MG.

Depois de Ceará e Fortaleza serem derrotados na 2ª rodada do Campeonato Brasileiro, as equipes mudam o foco para a disputa da 3ª fase da competição, que se inicia nesta semana.

O jogo da volta está marcado para o dia 9 do próximo mês, na Arena Castelão. O Ceará chegou na fase atual após eliminar o São Raimundo/RR e a Tuna Luso/PA, na 1ª e 2ª fase do torneio, respectivamente.

O Vovô ainda não sofreu gols na competição e já balançou as redes adversárias cinco vezes, três contra a equipe de Roraima e duas contra os paraenses, com destaque para o atacante Cléber, autor de dois gols, um em cada partida. Nas duas primeiras fases, o comandante alvinegro ainda era Tiago Nunes, que foi demitido após a eliminação na Copa do Nordeste.

O atual treinador, Dorival Júnior, fará sua estreia com a equipe na competição. Dorival tem bons números até o momento no comando da equipe cearense, são quatro jogos, tendo conhecido sua primeira derrota no último final de semana, e mais três vitórias, com oito gols marcados e seis sofridos.

Entre as vitórias, estão a virada por 2 a 1 contra o Independiente/ARG, na estreia da equipe, e do treinador, na Copa Sulamericana, e a vitória por 3 a 2 no Allianz Parque, contra o Palmeiras, na 1ª rodada do Brasileirão.

Para o duelo de meio de semana contra os mineiros, o Ceará conta com a volta de Vina, que cumpriu suspensão na última partida contra o Botafogo, após ser expulso no confronto com o Palmeiras. O jogador vem sendo utilizado em uma nova função pelo novo treinador, atuando mais na frente, no comando do ataque. Fernando Sobral, Dentinho, Victor Luís, Jael e Buiú seguem como desfalques por lesão.

O meio-campo Rodrigo Lindoso analisou o duelo e a equipe do Tombense, próximo adversário do Vovô. “Para eles chegarem nesta fase, ultrapassando as duas primeiras, a gente sabe da dificuldade, porque passamos pela mesma situação.

O confronto de ida e volta tira até um peso do duelo decidido em um jogo só, como aconteceu com a gente aqui na Copa do Nordeste, que criamos bastante e não fizemos o gol e acabamos sendo eliminados nos pênaltis. Eu, por exemplo, não acho tão justa essa decisão diretamente nos pênaltis, prefiro que tenha prorrogação.

Os pênaltis têm um pouco de loteria, mas tem um pouco de competência também… Mas a gente tem certeza que como são dois jogos, a gente tem que ter inteligência porque eles devem querer propor um pouco mais o jogo nesse primeiro confronto em casa porque aqui vai ser mais difícil, e com respeito ao adversário a gente vai criar uma estratégia em cima disso, sem mudar nosso estilo de jogo”, afirmou.

FORTALEZA EM TREINO
O Fortaleza, que joga contra o Vitória, pela Copa do Brasil, enfrentou nesta segunda uma viagem de volta do Rio Grande do Sul, após ser derrotado pelo Internacional no Campeonato Brasileiro. A equipe está com a reapresentação do elenco marcada para esta terça-feira, 19. O confronto acontecerá na Arena Castelão, às 19 horas, e marcará a estreia do Leão na competição deste ano.

Como o Tricolor foi uma das equipes classificadas para a Copa Libertadores deste ano, teve o privilégio de entrar somente na 3ª fase da competição de mata-mata, quando os duelos já são de ida e volta. A volta está prevista também para o dia 9 de maio, na capital baiana.

O Fortaleza enfrentará uma maratona com quatro jogos no período de uma semana. Além do duelo com o Vitória, pela Copa do Brasil, a equipe enfrenta o Caucaia, duas vezes, pelas finais do Campeonato Cearense, e o Alianza Lima/PER, pela Copa Libertadores. Os quatro duelos serão na Arena Castelão.

Porém, a fase não é das melhores para o Leão do Pici, a equipe vem de quatro derrotas consecutivas, pior marca desde que o treinador Juan Pablo Vojvoda assumiu o comando do clube. O Tricolor ainda não pontuou no Campeonato Brasileiro e na Copa Libertadores, tendo perdido os dois primeiros confrontos de cada competição.

Com a mudança de foco das competições, o Fortaleza busca respirar novos ares e voltar a fazer as pazes com o triunfo, e quem sabe, comemorar mais um título no ano, para espantar a má fase.

O treinador argentino demonstrou confiança no poder de resposta da equipe e avaliou o calendário apertado que o Leão vem enfrentando. “O futebol brasileiro está desse jeito. Se joga desse jeito. Eu não sou alguém para questionar isso. Brasil é um país de futebol, de muitos jogos. Tem que fazer, trabalhar… Perdemos quatro jogos por diferentes competições… Dois pela Libertadores e dois pelo Brasileiro, em 10 dias. Em 10 dias pode acontecer muitas coisas. Mas há apenas 15 dias estávamos muito bem na Copa do Nordeste. É ter calma, confiar, trabalhar e quando houver dúvida, dar a cara e responder. Estou convencido que tenho um grupo de homens que em momentos ruins ou momentos que não são tão bons, como este, vão responder”, declarou.

[ Mais notícias ]