Voltar ao topo

25 de julho de 2024

Com gol no último lance, Fortaleza é derrotado pelo RB Bragantino no Brasileirão

Leão sofreu mais um gol nos acréscimos e soma mais uma derrota na competição
Lucas Evangelista marcou o gol que abriu o placar da partida. O primeiro da vitória do RB Bragantino por 2 a 1. Foto: Ari Ferreira/RB Bragantino

Compartilhar:

Red Bull Bragantino e Fortaleza se enfrentaram na noite desta quarta, 20, em Bragança Paulista e os donos da casa saíram vencedores pelo placar de 2 a 1. Lucas Evangelista e Gabriel Novaes marcaram para o Massa Bruta, enquanto o estreante Emanuel Brítez descontou para o Tricolor. 

Mesmo jogando fora de casa, o Leão foi quem teve a primeira chance de perigo. Precisando da vitória a todo custo, o Tricolor chegou com Matheus Vargas, que recebeu de Jussa e finalizou de longe, no canto do goleiro Cleiton, que caiu e fez boa defesa.

Os donos da casa responderam com Miguel. O jogador do Massa Bruta recebeu na entrada da área, conduziu e não foi incomodado por nenhum atleta da defesa tricolor, fazendo com que o meia tivesse espaço para finalizar, obrigando Marcelo Boeck a fazer grande defesa, espalmando para escanteio.

Na cobrança do escanteio, Marcelo Boeck saiu e cortou a bola com um soco, após os jogadores dos dois clubes disputarem a bola dentro da área, acabou sobrando para Lucas Evangelista, que finalizou com força, por cima do gol. 

Depois de um tempo, o Fortaleza voltou a ameaçar. Após bate-rebate na intermediária, Matheus Vargas e Lucas Crispim brigaram com os volantes da equipe paulista e no fim da disputa, a bola sobrou para Moisés, na ponta direita, que partiu para cima dos defensores e finalizou cruzado, para mais uma defesa de Cleiton. 

O Bragantino aumentou o ritmo e conseguiu carimbar a trave tricolor. Raul jogou a bola na área buscando Alerrando, o atacante viu Titi e Marcelo Boeck ficarem na indecisão e escorou a bola, que foi rolando devagar até bater no poste. 

Na sequência, o gol dos donos da casa. Lucas Evangelista recebeu sozinho na entrada da área, dominou, girou e ajustou o corpo para finalizar. O chute desviou em Alerrandro, no meio do caminho, deixando o goleiro Boeck sem reação. A bola entrou no cantinho, abrindo o placar do jogo. 1 a 0 para o Bragantino.

O Fortaleza não esperou o intervalo para mexer na equipe, logo após sofrer o gol, o treinador Juan Pablo Vojvoda tirou Matheus Vargas, que havia sentido, e colocou Thiago Galhardo, que fez a sua estreia com a camisa tricolor. A substituição mudou o ânimo do Leão, que chegou com Jussa, em mais uma boa chance, mas o volante acabou finalizando para fora e as equipes desceram para o vestiário com a vantagem mínima para os mandantes.

A segunda etapa começou com o Fortaleza pressionando. Após algumas cobranças de escanteio seguidas, o Leão chegou ao empate. Lucas Crispim cobrou escanteio na área, um dos estreantes da noite, Emanuel Brítez, subiu sozinho e cabeceou para o fundo das redes. Deixando o placar em 1 a 1. 

Querendo vencer em casa, o Bragantino partiu para cima e ameaçou ficar na frente do placar. Lucas Evangelista quase marcou o seu segundo gol na partida, o meia recebeu na pequena área e desviou no travessão de Marcelo Boeck, na sequência, Sorriso acabou finalizando para fora.

Os donos da casa continuaram a pressão, em falta de longa distância, Lucas Cândido bateu direto, no ângulo de Marcelo Boeck, que fez uma bela ponte para defender, sem dar rebote. O confronto parecia que iria terminar empatado, até que o juiz levantou a placa de seis minutos de acréscimos e reacendeu a esperança das equipes em campo.

Mas foi o Bragantino quem levou a melhor. No último lance da partida, em jogada construída desde a defesa, passando pelo pé de vários jogadores, a bola acabou com Hurtado na ponta direita, que cruzou rasteiro para área e Gabriel Novaes só precisou empurrar para o fundo das redes, deixando o placar em 2 a 1 para o Massa Bruta.

O árbitro deixou apenas o Fortaleza bater o centro para reiniciar a partida e logo finalizou. O Leão perde mais uma vez nos acréscimos e amarga a 19ª posição, extinguindo qualquer chance de sair da zona de rebaixamento ainda no 1º turno.

[ Mais notícias ]