Voltar ao topo

21 de julho de 2024

Ciro critica “lado corrupto do PT que também existe no Ceará” e põe em xeque aliança

Ainda segundo o pedetista, pode não haver acordo de seu partido com o PT para as eleições de outubro próximo.
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Compartilhar:

O ex-governador do Ceará e pré-candidato a presidente da República, Ciro Gomes (PDT), criticou, nesta terça-feira, 3, setores do PT no Estado aos quais chamou de “corruptos”. Ainda segundo o pedetista, pode não haver acordo de seu partido com o PT para as eleições de outubro próximo caso haja “negócio de conchavo, de picaretagem”. A fala vem em um momento de forte movimentação interna, onde há pressão para escolha do nome a encabeçar a chapa representante da atual aliança entre os dois partidos no Ceará para a sucessão ao Governo do Estado.

“Existem vários PTs. Tem o Camilo Santana que tem o nosso apoio independentemente de ter acordo ou não. E é bom que todo mundo saiba que esse acordo vai acontecer se o interesse do Ceará estiver acima. Se for com negócio de conchavo, de picaretagem, topo enfrentar o PT também. Aqui está uma informação nova. Não vou me submeter a um lado corrupto do PT que também existe no Ceará”, frisou o pedetista.

As declarações foram feitas nesta terça-feira, 3, em entrevista à rádio Jangadeiro BandNews FM. Na conversa, Ciro critica nomes como do ex-senador Eunício Oliveira (MDB) e da deputada federal Luizianne Lins (PT) – uma das mais críticas ao ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), pré-candidato do partido ao Governo. “Para essa gente, quanto pior, melhor. Quanto mais desastres acontecerem, melhor, para eles voltarem. Qual o defeito, por exemplo, do Roberto Cláudio? É que ele pegou todas as escolas de Fortaleza nomeadas por vereador. Foram três anos de greve, e concertou as escolas de Fortaleza. É isso que está em jogo”, disse Ciro.

Izolda Cela

A governadora Izolda Cela (PDT) é uma das pré-candidatas ao Governo do Ceará nas eleições de outubro próximo. A professora, que assumiu a cadeira de Camilo Santana (PT) em abril último, é vista como nome de maior concenso entre setores petistas – que cogitaram, inclusive, lançar candidatura própria. Na última semana, por exemplo, um grupo de parlamentares se encontrou com Izolda, entre eles, lideranças do PT na Assembleia Legislativa do Ceará. Durante entrevista nesta terça-feira, Ciro também elogiou a postura da governadora e afirmou que ela “naturalmente” se torna candidata à reeleição: “se for essa a vontade do povo”.

O pré-candidato comentou, ainda, o que falta para o PDT definir o nome que irá representar o partido. “É a consulta que estamos fazendo ao povo”. Além de Izolda (reeleição) e Roberto Cláudio, são pré-candidatos ao Governo do Estado pela sigla o deputado federal Mauro Filho e o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Evandro Leitão.

Leia também:

[ Mais notícias ]