Voltar ao topo

24 de julho de 2024

Cid tem reunião com Alckmin sobre energia, indústria de calçados e hidrogênio verde

Na pauta do encontro, eles debateram sobre a importância da indústria brasileira de calçados, a produção e consumo de energia no Nordeste e em todo território brasileiro e as oportunidades com o hidrogênio verde
Foto: Reprodução / Instagram / Cid Gomes

Compartilhar:

O senador cearense Cid Gomes (PDT) se reuniu nesta quinta-feira, 20, com o vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Geraldo Alckmin (PSB), sobre a importância da indústria brasileira de calçados, a produção e consumo de energia no Nordeste e em todo território brasileiro e as oportunidades com o hidrogênio verde. Cid presidente uma comissão especial na Casa sobre a produção de hidrogênio verde.

“Agradeço a gentileza do Ministro e espero poder contribuir para que o Brasil volte a se desenvolver, gerando emprego e renda”, escreveu.

O Ceará é o principal polo produtor calçadista do país, liderando a sete anos a produção de pares de calçados no Brasil. Em março do ano passado, por exemplo, o então governador Camilo Santana (PT), juntamente com a vice-governadora na época, Izolda Cela, participaram da inauguração da ampliação do parque fabril da empresa Vulcabras, instalada em Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza. Foram investidos R$ 120 milhões para ampliar a área que saltou de 7.000 m² para 120.000 m².

A fábrica gera 10mil postos de trabalho no Ceará. De acordo com o Governo do Ceará, até o fim deste ano, está previsto recurso estadual na ordem de R$ 26.819.666,20, que, associado aos R$ 76,2 milhões aplicados pelas empresas nesse período, deverá gerar 3.300 novos postos de trabalho.

HIDROGÊNIO VERDE

Ainda nesta quarta-feira, 19, os integrantes da Comissão Especial do Hidrogênio Verde, presidida por Cid Gomes, aprovaram o plano de trabalho para este ano. A primeira audiência pública ficou marcada para a próxima quarta-feira, 26, em Brasília, e terá como tema “O hidrogênio verde e seu papel na descarbonização das economias globais”.

Participarão do encontro representantes dos ministérios do Meio Ambiente e de Minas e Energia, além dos representantes das embaixadas da Alemanha, China, Estados Unidos, Arábia Saudita, Reino Unido, Holanda, Canadá, Coréia e Chile, país da América Latina mais avançado na discussão sobre hidrogênio verde. Conforme Cid Gomes, serão realizadas outras seis audiências públicas no Senado e cinco nas diversas regiões brasileiras, sendo a primeira delas no dia 19 de maio, em Pernambuco.

[ Mais notícias ]