Voltar ao topo

12 de julho de 2024

Cid sai em defesa de Sarto sobre cobrança da taxa do lixo: “não é correto crucificá-lo”

O senador defende que, caso o prefeito não cumprisse a exigência do marco legal do saneamento, poderia ser penalizado
Foto: Divulgação

Compartilhar:

O senador cearense Cid Gomes (PDT) defendeu, em entrevista nesta segunda-feira, 8, o prefeito José Sarto (PDT) em relação à cobrança da taxa do lixo. O gestor municipal tem sido alvo de críticas, inclusive de membros do próprio partido, pela cobrança do novo tributo. Segundo Cid, no entanto, o prefeito não “deveria ser criticado por isso”, já que a exigência está contida no novo marco legal do saneamento.

“Não é correto crucificar Sarto pela cobrança. Se o Sarto não cobrasse essa taxa, poderia ser acusado de improbidade administrativa. Sarto não deve ser criticado por isso, pois é uma imposição e necessidade. Que se discuta sobre o valor, mas a taxa é necessária”, justificou.

A declaração foi dada durante o programa Conexão Assembleia, da rádio FM Assembleia (96,7MHz). À jornalista Kézya Diniz, Cid também criticou o gestor municipal sobre a condução dos debates acerca da candidatura à reeleição. “Acho que o foco do Sarto nesse momento não deve ser na reeleição, e sim na administração. Roberto Cláudio é independente, pode conduzir essa relação da forma que achar melhor. Mas Sarto não deveria seguir nessa estratégia. É contraproducente. Falo com um incômodo grande, pois gosto muito do Sarto e sei que Fortaleza não ganha nada com isso”, avaliou.

Roberto Cláudio preside o diretório municipal do PDT em Fortaleza e já sinalizou apoio a candidatura à reeleição do prefeito. Na conversa, Cid abordou ainda as divergência com o irmão, Ciro Gomes (PDT), acerca das eleições de 2022, que acabaram no rompimento entre PDT e PT no Ceará. Cid apoiava o nome da então governadora Izolda Cela, ex-quadro do PDT, já Ciro ficou ao lado do ex-prefeito Roberto Cláudio.

Apesar disso, o senador cearense descartou estar rompimento com o irmão e reforçou que aguarda o momento para debater o assunto com o ex-ministro, de forma reservada.

[ Mais notícias ]