Voltar ao topo

14 de julho de 2024

César Cals faz evento de conscientização sobre doenças intestinais

Compartilhar:

Programação voltada ao Maio Roxo envolverá profissionais do equipamento e ocorre entre estas segunda e terça

Redação OPINIÃO CE
redacao@opiniaoce.com.br

Foto: Natinho Rodrigues

O Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), no centro de Fortaleza, realiza entre esta segunda-feira, 30, e terça-feira, 31, programação alusiva ao Maio Roxo, dedicado à conscientização sobre doenças inflamatórias intestinais (DIIs), dentre as quais destacam-se crohn, retocolite e diverticulite.

O evento tem início às 9 horas – a programação é voltada majoritariamente à equipe do equipamento, com foco na saúde pública.

Segundo a Secretaria de Saúde (Sesa) do Ceará, o encontro visa a reforçar a importância do diagnóstico precoce para um tratamento adequado de doenças do tipo. Logo mais, será ministrada uma palestra destinada à equipe multiprofissional com o tema Terapia Nutricional em Doenças Inflamatórias Intestinais.

“O objetivo é discutir ações direcionadas a pessoas acometidas por condições afins e debater as melhorias observadas a partir de uma atenção especializada”, explica a coordenadora de Nutrição do HGCC, Goreth Lotif.

No segundo dia, a ação buscará envolver pacientes, profissionais e acompanhantes. Na ocasião, será distribuído material informativo e realizada conscientização sobre as doenças, incluindo detalhes relacionados à dieta nutricional adequada ao tratamento.

Durante o evento, a unidade disponibilizará, ainda, mesas expositoras com avaliação nutricional, incluindo aferição de peso, altura, índice de massa corporal (IMC) por estadiômetro e balança. Haverá orientação sobre alimentos protetores do intestino, além de dinâmicas lúdicas para esclarecer mitos e verdades sobre o assunto.

O evento reúne esforços do Centro de Nutrição e Dietética (Cenud). Ainda de acordo com a gestora, os pacientes do equipamento internados com alguma dessas doenças são contemplados com ações diretas, orientações diárias à beira do leito, além de direcionamentos no momento da alta. “Os nutricionistas conversam com o paciente para uma educação alimentar. As dietas são direcionadas à patologia. Percebemos com maior predominância a doença de Crohn e retocolite ulcerativa.”

[ Mais notícias ]