Voltar ao topo

14 de julho de 2024

Ceará vence, sai do Z4 e afunda o Leão na lanterna

Compartilhar:

Vovô venceu o maior rival pelo placar mínimo ontem na Arena Castelão e subiu para a 15ª colocação, enquanto o Leão se mantém na lanterna e vê a distância dos adversários aumentar

David Mota
ESPECIAL PARA OPINIÃO CE
david.mota@opiniaoce.com.br

Apesar do calor da torcida tricolor, vitória ficou com o Alvinegro (Foto: Reprodução/Facebook)

Fortaleza e Ceará se enfrentaram na noite de ontem, 1º, na Arena Castelão, em confronto válido pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro, que havia sido adiado. O Vovô venceu o maior rival pelo placar mínimo e subiu para a 15ª colocação, enquanto o Leão se mantém na lanterna e vê a distância dos adversários aumentar.

Desesperado na tabela e jogando como mandante, o Fortaleza começou a partida atacando e foi quem chegou a primeira vez com perigo. Juninho Capixaba recebeu de Lucas Lima e achou Moisés, que finalizou para fora, arrancando o primeiro grito dos torcedores presentes no estádio.

Em falta no meio de campo, o Leão viu a chance de jogar a bola na área e tentar marcar o gol. Lucas Lima cruzou procurando Romero, que desviou e viu a bola ir para a linha de fundo. Na sequência, o árbitro paralisou o jogo por conta de sinalizadores acesos na torcida tricolor.

A bola pouco voltou a rolar e os jogadores protagonizaram uma grande confusão em campo. Após o zagueiro Luiz Otávio sentir a coxa e parar na jogada, o Fortaleza continou o lance até o árbitro apitar uma falta para o Ceará. Ainda com os jogadores no chão, foi formado um tumulto com jogadores das duas equipes.

Depois de consultar o árbitro de vídeo, Bráulio da Silva Machado expulsou o meia Felipe, do Fortaleza, por atingir o rosto do volante Richard Coelho, do Ceará. O alvinegro saiu do lance advertido apenas com o cartão amarelo, assim como Ceballos, zagueiro do Leão.

PRÓXIMO AO GOL
Mesmo com um a menos, o Tricolor continuou chegando próximo do gol, e Moisés fez boa jogada, passando por vários defensores alvinegros, e finalizou cruzado, para fora. Mais um tiro de meta para o goleiro João Ricardo. O Ceará começou a aproveitar a vantagem numérica em campo e quase abriu o placar. Após falta cobrada, na barreira, por Victor Luís, a bola sobrou para Erick, que ajeitou e finalizou buscando o ângulo. Marcelo Boeck só olhou e viu a bola saindo.

O Vovô continuou pressionando e chegou mais uma vez com perigo. Após boa jogada de Erick, o atacante alvinegro achou o centroavante Cléber em boa posição. Cléber finalizou cruzado para grande defesa de Marcelo Boeck.
Mais uma grande sequência do Alvinegro.

Depois de boa jogada tramada pela ponta direita, Vina recebeu o cruzamento e finalizou marcando o gol, porém, estava impedido e o tento foi anulado. Em seguida, Lima recebeu boa bola de Vina e finalizou, carimbando o travessão.

O árbitro deu 10 minutos de acréscimos na primeira etapa por conta das paradas por confusão e pelos sinalizadores, e no último minuto do 1º tempo, o Vovô chegou ao seu gol. Richardson enfiou para Vina, que ajeitou de letra, achando Cléber sozinho na área. O centroavante dominou e tirou de Marcelo Boeck, sem chances para o goleiro tricolor. Estava aberto o placar, 1 a 0 para o Ceará.

SEGUNDO TEMPO
Logo no primeiro minuto da etapa final, o Vovô continuou ameaçando. E após boa jogada de Cléber pela ponta direita, o autor do gol achou Erick na entrada da área, que finalizou e viu a bola sobrar para Richard Coelho, que ajeitou para Vina, o meia finalizou nas mãos do arqueiro do Leão.

O goleiro tricolor continuou tendo trabalho. Victor Luís subiu pela ponta esquerda e tocou para Fernando Sobral no meio. O volante tabelou com Vina e finalizou para o gol, obrigando Marcelo Boeck a fazer mais uma defesa.
O Fortaleza, mesmo com um a menos, quase chegou ao gol de empate.

Silvio Romero venceu o zagueiro Gabriel Lacerda na velocidade e achou Lucas Lima. O meia levou para a linha de fundo e devolveu para o atacante argentino, que finalizou de primeira para fora, passando perto do gol.

Dois minutos depois, uma chance muito parecida para o Leão. Robson, que entrou no lugar de Silvio Romero, recebeu de Ceballos, dentro da área, e finalizou para fora. Assim como o centroavante argentino tinha feito no último lance.

O Leão se animou e chegou com perigo mais uma vez. O goleiro Marcelo Boeck começou a jogada com um lançamento, que foi desviado por Hércules e dominado por Juninho Capixaba, que tocou para Moisés. O atacante partiu para cima dos defensores e finalizou com força, vendo uma grande defesa do goleiro João Ricardo.

O Fortaleza ainda tentou chegar mais vezes com perigo, e o Ceará ameaçava nos contra ataques, mas com o jogo muito controlado, vendo o rival tropeçar nos próprios erros. Chegou ao fim do jogo e o placar não mudou. Vitória alvinegra no Clássico-Rei por 1 a 0, Cléber foi o artilheiro da partida.

As duas equipes voltam a campo no fim de semana. O Vovô enfrenta o Coritiba, no sábado, 4, às 19 horas, na Arena Castelão, enquanto o Leão vai visitar o Flamengo, no Maracanã, no domingo, 5, às 16 horas.

[ Mais notícias ]