Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Ceará lança nota de repúdio contra atos racistas de torcedores do Independiente

O jogo aconteceu no Estádio Libertadores de América, em Avellaneda, nesta quarta-feira, 25.
Foto: Reprodução

Compartilhar:

O Ceará divulgou, na tarde desta quinta-feira, 26, uma nota de repúdio contra atos racistas de torcedores do Independiente-ARG dirigidos à torcida do Alvinegro cearense em jogo válido pela Sul-Americana, nesta quarta-feira, 25. Segundo o texto, a direção Alvinegra entrará com uma representação oficial junto à Conmebol, organizadora do evento internacional, e notificará oficialmente o clube argentino sobre o ocorrido.

“O Ceará Sporting Club repudia os atos de alguns torcedores do Indepediente e reafirma que atos como os ocorridos no Estádio Libertadores de América devem ser excluídos não somente do ambiente do futebol, mas de nossa sociedade como um todo. O Ceará vem, também, comunicar que entrará com uma representação oficial junto à CONMEBOL e notificará oficialmente o Club Atlético Independiente”, destacou nota do Alvinegro.

Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver um homem com a camisa do Independiente, logo após o fim da partida, imitando um macaco em direção à torcida do time cearense que acompanhou a vitória do Vozão por 2 a 0, no Estádio Libertadores de América, em Avellaneda (ARG).

Conmebol

Nesta quinta-feira, a Conmebol disse que abrirá procedimento disciplinar para apurar as denúncias de racismo contra os torcedores do Ceará. A expectativa é que o Expediente Disciplinar seja aberto até esta sexta-feira, 27. Segundo a entidade, o caso deve ser apreciado na Unidade Disciplinar da confederação, sem prazo para anunciar uma decisão. Instaurada a apuração, o clube argentino deve ser notificado e terá um prazo de sete dias para se manifestar. O prazo pode, ainda, ser prorrogado a pedido do clube. Somente após a defesa, a Conmebol se reúne e toma uma decisão, em até cinco dias.

Recentemente, a entidade puniu o Boca Juniors, time também da Argentina que disputa a Libertadores, em 30 mil dólares – cerca de R$ 143 mil na cotação atual – por ato racista cometido por um torcedor na partida contra o Corinthians, pela competição continental. O fato aconteceu há quase um mês, na Neo Química Arena, em São Paulo, quando o clube brasileiro venceu por 2 a 0.

Confira nota na íntegra:

“Na noite da última quarta-feira, 25, vivemos uma noite mágica na Argentina. Em Avellaneda, o Ceará Sporting Club fez história e em uma partida histórica, passou pelo gigante Independiente em seus domínios. Ainda que tenhamos muito o que comemorar pelo que foi alcançado, poucos presentes insistiram em tentar manchar o ocorrido em mais um episódio de racismo e xenofobia contra torcedores alvinegros presentes no estádio.

O Ceará Sporting Club repudia os atos de alguns torcedores do Indepediente e reafirma que atos como os ocorridos no Estádio Libertadores de América devem ser excluídos não somente do ambiente do futebol, mas de nossa sociedade como um todo.

O Ceará vem, também, comunicar que entrará com uma representação oficial junto à CONMEBOL e notificará oficialmente o Club Atlético Independiente.

O Time do Povo não carrega esta alcunha por acaso, é um clube de todos e exige que os que carregam o preto e branco no peito sejam respeitados onde quer que estejam fazendo valer o lema de não abandonar o Alvinegro de Porangabuçu.”

[ Mais notícias ]