Voltar ao topo

24 de julho de 2024

Ceará atinge a marca de 63 açudes sangrando, recorde dos últimos 12 anos

O Estado ainda possui 10 reservatórios que estão acima de 90% de sua capacidade máxima
Foto: Reprodução/ Governo do Estado

Compartilhar:

O Ceará atingiu, nesta quarta-feira, 12, a marca de 63 reservatórios sangrando após atingirem sua capacidade máxima. Este é o maior número dos últimos 12 anos, pelo menos. Nos próximos dias, o número pode ficar ainda mais expressivo, visto que o Estado ainda possui 10 açudes que estão acima de 90% do seu volume total. Os reservatóiros Jatobá II (99,8%), Taquara (92,37%), Faé (97,78%), Curral Velho (92,01%), Desterro (98,37%), Patos (99,75%), Gavião (92,3%), Sítios Novos (90,78%), Tatajuba (91,53%) e São José III (93,96%) poderão sangrar até o fim da quadra chuvosa, em maio.

As informações foram levantadas pelo OPINIÃO CE a partir de monitoramento feito diariamente pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

De acordo com o material divulgado pela companhia, a reserva dos açudes passou de 5,8 bilhões m³, no dia 1º de fevereiro, para 8,74 bilhões m³ nesta semana. A reserva hídrica atual corresponde a 47,5% da capacidade total dos 157 reservatórios monitorados pelo Estado, considerados estratégicos para a garantia hídrica do Ceará.

REGIÕES HIDROGRÁFICAS

Três regiões do Ceará estão acima de 95% das suas capacidades de armazenamento (Coreaú, Litoral, Baixo Jaguaribe). A região do Acaraú já ultrapassou 90% de armazenamento. Já a região hidrográfica do Banabuiú atingiu o percentual de 36%, superando o ano de 2013. No início da quadra chuvosa, a região registra pouco mais de 8% de recarga hídrica. Hoje existem sete açudes sangrando na região.

Além disso, os cinco maiores reservatórios do Estado também ganharam aportes importantes. O Araras, na Bacia do Acaraú, quarto maior, começou a sangrar nesta terça-feira, 11. O reservatório não vertia desde 6 de junho de 2020. O Orós [2º maior], tem 60,55% de recarga, tendo iniciado o ano com 43,66% de recarga. Já o maior açude do Ceará, o Castanhão, chegou a 29,6% de sua capacidade – em 1º de janeiro de 2023, eram 19,95%. A terceira maior barragem, o Banabuiú, registra 34,97%, que representa o melhor volume desde agosto de 2013.

O 5º maior reservatório do Ceará, o açude Figueiredo, em Alto Santo, tem 13,47% de abastecimento. Apesar de distante do ideal, é o melhor resultado desde o início de sua operação, em 2013.

[ Mais notícias ]