Voltar ao topo

25 de julho de 2024

Ceará apresenta redução de 14,4% nos roubos em junho de 2024

Em Fortaleza, também ocorreu a redução nos roubos, com 2.162 registros contra  2.393 ocorrências de junho de 2023, o que representa uma queda de 9,7%
Foto: Divulgação/SSPDS

Compartilhar:

Dados da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), órgão vinculado à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), divulgados nesta segunda-feira (8), mostram que o Ceará apresentou uma diminuição de 14,4% em roubos no mês de junho, em comparação ao mesmo período no ano passado. Neste ano, foram registrados 3.003 ocorrências, enquanto no ano anterior houve 3.059 casos de roubo. Em Fortaleza, também teve a redução nos roubos, com 2.162 registros contra  2.393 ocorrências de junho de 2023, representando uma queda de 9,7%. 

Conforme a Supesp, a região que apresentou a maior diminuição de casos de roubo foi no Interior Sul, em que os crimes reduziram 47,3% em junho, com 136 roubos, em comparação ao sexto mês do ano passado, que houve 258 casos. Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), os roubos caíram 25,7%, com 455 ocorrências neste ano contra 612, em 2023. 

Em relação ao primeiro semestre deste ano, os roubos reduziram 10,6% no Estado, com 19.250 casos contra 21.534 registros que ocorreram nos primeiros seis meses do ano passado. Na RMF, foram 2.998 registros de roubos na região durante o primeiro semestre de 2024, contra 3.897 casos nos seis primeiros meses de 2023, mostrando a redução de 23,1%. No Interior Sul, ocorreu a maior diminuição, considerando todas as regiões cearenses, com a diminuição de 27,8%. Foram 1.166 ocorrências em seis meses contra 1.615 registros no mesmo período do ano passado.  Já no Interior Norte, a redução ficou em 4,2%. Foram 1.466 roubos em 2024 contra 1.531 ocorrências nos seis primeiros meses de 2023.

AÇÕES E INVESTIMENTOS NA SEGURANÇA

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) atribui a diminuição de roubos aos investimentos e ações ofensivas preventivas como segurança no ponto e reforço especializado. No último mês de junho, o Governo do Ceará reforçou o trabalho ostensivo com 860 novos policiais militares iniciando o serviço operacional supervisionado. Para reforçar as investigações, o governador Elmano de Freitas (PT) empossou 428 novos policiais civis, além de assinar a Lei de Paridade dos Policiais Civis. Recentemente, também foi aumentado em 50% os valores da gratificação por apreensão de armas de fogo, acessórios e munição. Com o aumento, os valores que variavam de R$ 400 (revólveres) a R$ 800 (fuzis) passaram a R$ 600,00 (revólveres) e R$ 1.200,00 (fuzis). 

[ Mais notícias ]