Voltar ao topo

23 de julho de 2024

Capacete Elmo, inovação cearense, concorre a prêmio da América Latina

A premiação garante suporte financeiro para investir em projetos de pesquisa, inovação e educação na área da saúde; votação está aberta apenas para médicos, e pode ser realizada até o dia 28 de junho
Foto: Distribuição/Governo do Ceará

Compartilhar:

O capacete de respiração assistida Elmo está concorrendo como um dos semifinalistas na segunda edição do “Prêmio Euro: Inovação na Saúde”. Inscrito na categoria “Inovação Tecnológica Aplicada à Saúde”, o equipamento foi um dos escolhidos entre 850 iniciativas cadastradas por médicos de 16 países da América Latina.

O projeto foi abraçado pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE) e Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap). Fizeram parte, também, da força-tarefa a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/Ceará), a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a Universidade de Fortaleza (Unifor). Contou ainda com o apoio do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH) e da Esmaltec.

O CAPACETE ELMO

A proposta de criar o capacete de respiração assistida nasceu em abril de 2020, idealizado pelo médico pneumologista Marcelo Alcantara, ainda durante o início dos efeitos da pandemia de covid-19 no Brasil. Ao todo, nove protótipos foram sugeridos e testados em voluntários em um laboratório criado especificamente para o dispositivo.

“É possível fazer inovação no Brasil, mesmo em períodos difíceis como foi a pandemia. E a gente tem a oportunidade de demonstrar que a inovação envolve vários setores da sociedade: governo, Estado, Academia, setor industrial, produtivo e as fundações de apoio à pesquisa. A gente costuma dizer que a matéria-prima do Elmo é a solidariedade. Jamais podemos esquecer o lado humano da inovação”, disse Marcelo Alcantara.

Com a consolidação do equipamento, iniciou-se a aplicação em pacientes. O trabalho reuniu diversos profissionais, entre médicos pneumologista e intensivista, fisioterapeutas, técnicos em usinagem e ferramentaria, design industrial e engenheiros nas áreas clínica, civil, mecânica e de produção.

Até o momento, cerca de 11 mil unidades do capacete Elmo já foram distribuídas em todo o Brasil. A taxa de sucesso relacionada à ausência de intubação alcançou um índice de quase 70%.

PRÊMIO EURO

Foram seis meses desde a inscrição e as avaliações internas, até a aprovação para essa nova etapa. O projeto cearense concorre com outras 11 soluções que estão em votação popular. As propostas inscritas no concurso podem ter sido ou estar sendo desenvolvidas coletivamente. Em caso de premiação, os vencedores terão suporte financeiro para investir em projetos de pesquisa, inovação e educação na área da saúde.

Organizado pela farmacêutica multinacional Eurofarma, o Prêmio Euro Inovação na Saúde reconhece grandes inovações da área médica e incentiva o desenvolvimento de soluções que transformam vidas. A iniciativa visa fomentar o ecossistema de inovação em saúde, reconhecendo projetos desenvolvidos em qualquer um dos países da América Latina nos quais a empresa atua. Esta é a segunda edição do prêmio no Brasil. Serão três vencedores em quatro categorias diferentes.

A diretora de Inovação e Tecnologias da ESP Paulo Marcelo Martins Rodrigues, autarquia vinculada à Sesa, Alice Pequeno, destaca que o capacete foi utilizado amplamente durante a pandemia, mas também pode beneficiar pessoas com outros tipos de doenças respiratórias.

“É nesse sentido que nós vamos seguir com a proposta de incorporação do Elmo como tecnologia ao Sistema Único de Saúde (SUS). Todo o recurso [do prêmio] vai ser investido em novas pesquisas para desenvolvimento, por exemplo, do capacete Elmo pediátrico ou o Elminho. A gente está vendo muitos problemas em crianças e o Elminho pode ser uma alternativa utilizada também nesse sentido”, explica Pequeno.

COMO VOTAR

Médicos e médicas devem acessar o Site do Prêmio Euro e realizar um cadastro por meio da aba “fazer login”, no canto superior direito da tela. É necessário preencher um formulário com dados como país, estado e número do registro médico.

Após o envio das informações, o profissional deve clicar na aba “votação”, localizar a janela com o nome do projeto “Capacete de Respiração Assistida Elmo” e registrar o voto. É possível participar do processo até o dia 28 de junho de 2023.

[ Mais notícias ]