Voltar ao topo

13 de abril de 2024

Camilo, Elmano e Cid controlam todo o Ceará

A oposição ao governo Elmano praticamente não existe
Campanha eleitoral de 2022; Cid Gomes ao lado de Camilo Santana, ministro da Educação e maior liderança petista hoje no Ceará. Foto: Reprodução

Compartilhar:

Viajei ao longo do mês de março por 36 municípios. O cenário impressiona pela força política de Camilo, Elmano e Cid Gomes. Nos 36 municípios, os favoritos são da base aliada do governo. Neles todos, candidatos aliados vão se enfrentar numa demonstração clara da dificuldade de união por conta da rivalidade política. A oposição ao governo Elmano praticamente não existe. O presidente do PL, Carmelo Neto, reclama da força política da base aliada e encontrou no prefeito de Juazeiro do Norte a resistência para enfrentar a base de Elmano, Camilo e Cid. O PSDB e o PDT fizeram o mesmo.

Outro movimento da oposição está se firmando em Crateús. Bolsonaristas, PDT e PSDB se uniram ao prefeito Marcelo Machado para tentar derrotar Janaína Farias, assessora da confiança do ministro Camilo Santana.

ALDIGUERI ATACA O PDT

O líder do governo, Romeu Aldigueri, ainda filiado ao PDT, fez críticas ao partido por ter, segundo ele, desrespeitado aqueles que estão na defesa das políticas públicas do governo Elmano. “O PDT do ódio, da inveja, está se tornando nanico nessa eleição porque só exala palavrões e tenta destruir reputações”, pontuou. O deputado Queiroz Filho disse que a cobrança forte faz parte do “papel da oposição”.

SEGUNDO TURNO EM JUAZEIRO PODE RACHAR BASE ALIADA

Davi de Raimundão e Fernando Santana estão se distanciando por conta da possibilidade de Juazeiro do Norte se tornar o terceiro município a ter 2º turno nas eleições municipais. Os outros dois são Fortaleza e Caucaia. O ex-prefeito Raimundão (MDB), se queixa do pouco prestígio para indicar pessoas no governo e da forma como é tratado, “sou do MDB, mas sou independente”, disse Raimundão que exige sentar na mesa de entendimento.

A FORÇA DE JÚNIOR MANO

O deputado federal Júnior Mano (PL), é visto em quase todos os atos de lançamentos de pré-candidaturas no Ceará. Habilidoso, separa a radicalização e polarização nacional entre Lula e Bolsonaro dos acontecimentos políticos municipais. Júnior Mano, em dezenas de municípios, apoia candidatos juntamente com o PT, PSB, PDT, PP, PSD e Republicanos.

O PAINEL DE GARDEL ROLIM

Está iniciando a semana decisiva para os vereadores mudarem de partido e a filiação dos que pretendem disputar eleições majoritárias em outubro. Dos 44 vereadores de Fortaleza, cerca de 30 devem mudar de partido. A movimentação tem duas motivações: procurar um partido onde possa se reeleger e decidir se fica na base do prefeito Sarto ou vai para o guarda-chuva do Abolição. O presidente da Câmara, Gardel Rolim, que tem reeleição garantida, atua fortemente para manter firme o grupo do prefeito na casa.

EVANDRO ELEVA TOM CONTRA SARTO

Evandro Leitão, na sua campanha para consolidar os votos dos delegados do PT, elevou o tom dos discursos contra a gestão do prefeito Sarto. “Ele poderia ter escolhido pelo menos um bairro para as pessoas ficarem felizes, mas nem isso fez.”, afirma nas comunidades onde preenche formulários de queixas, reclamações e pedidos.

SARTO BUSCA EMPRÉSTIMO DE R$ 700 MILHÕES

Sarto quer encerrar seu mandato apostando na reeleição e vai acrescentar R$ 780 milhões aos R$ 2,2 bilhões já assegurados. São mais de R$ 3 bilhões no total. “A oposição vai ter que se esforçar muito para chegar ao segundo turno”, disse Sarto rindo.

LIMOEIRO E MORADA NOVA TERÃO EMBATES COM RENOVAÇÃO POLÍTICA

O prefeito José Maria Lucena foi reeleito. Procura o candidato ideal entre cinco pré-candidatos da sua base. Do outro lado, o PSD se movimenta e tem a Dra. Maria José Maia pré-candidata. PT, PP e PSB vão fechar com o grupo de Lucena. Em Morada Nova, o PT lançou Marquinho da Ana, candidato terá total apoio do atual prefeito, Wanderley Nogueira. Do outro lado estará a jovem vereadora Naiara Castro, lançada pré-candidata para enfrentar o adversário petista. Ela é filha de tradicional família política e o bisavô, Manoel de Castro, governou o Ceará. O pai também foi prefeito.

Roberto Moreira

[ Mais notícias ]